Alimentação
março 4, 2013 postado por Li Kuvasz


Os perigos da suplementação alimentar para cachorros

Você acha que esta fazendo bem ao seu cachorro, principalmente de grande porte, suplementando? Pois saiba que você estará contribuindo para algumas doenças de crescimento.

Portanto, um bom manejo nutricional é fundamental, a ração balanceada, para quem não quer correr riscos, é a melhor alternativa. Porém existem 3 grupos de alimentação, que devem ser analisadas de acordo com a raça e porte do cachorro.

O primeiro grupo defende o uso de rações de alta proteína (30-36%), o segundo um nível médio (25-28%) e o terceiro um nível nunca superior a 23%.

Como tenho experiência em cães de grande porte, vou dar o meu palpite, o nível médio (25-28%) é o mais adequado, mas vamos falar o por que.

Suplementar a ração industrializada pode trazer riscos a saúde do seu cachorro.

Você realmente acha que adicionar suplementos vitamínicos na alimentação industrializada é bom para seu cachorro?

 

A alta proteína é mais recomendada para países de clima frio, isto porque o excesso de proteínas gera calor, fazendo com que o cachorro pare de comer se a temperatura ambiente também for quente. A principal desvantagem é que cães pesados têm maiores chances de desenvolverem problemas de aprumos e de articulações pois a alta proteína muitas vezes é acompanhada de altos níveis de outros nutrientes que podem ser prejudiciais ao desenvolvimento do cachorro. É importante lembrar que o excesso de nutrientes pode ser tão (ou mais) prejudicial do que a carência.

A média proteína é a melhor alternativa. Se for utilizada uma ração que tenha uma boa fonte de proteína (prefira carnes aos seus derivados, como a farinha de carne) assim você  permite que o cachorro se desenvolva ao máximo de seu potencial, sem correr os riscos de excessos nutricionais prejudiciais. O único cuidado é a necessidade de um monitoramento do peso do filhote para ajustes das quantidades ofertadas.

Já o modelo da baixa proteína, que segue a linha do uso de rações para cães adultos, diminui em muito o risco de problemas de crescimento, mas corre-se o risco de o animal não atingir todo seu potencial genético, portanto, pode ser dada com o acompanhamento e monitoramento do filhote pelo veterinário.

Se com a alimentação, já devemos ter um cuidado especial, o que se dirá então de suplementação, a maioria dos suplementos que existem no mercado, possuem cálcio e vitamina D, com o uso destes, além de desbalancear a ração, você estará levando o seu filhote a correr alguns riscos, abaixo um quadro que sintetiza tudo de uma forma bem clara:

Verdades e Mentiras

Cães de raças grandes necessitam de mais cálcio do que cães de raças pequenas

mentira

Cães de raças grandes toleram menos o excesso de cálcio que cães de raças pequenas. O cálcio de suas dietas deve estar entre 1 e 1,4% da ração.
Cães de raças grandes devem crescer magros, sem excesso de peso ou gordura

verdade

Uma taxa muito acelerada de crescimento e o excesso de gordura e peso corporal predispõe estes animais a problemas de desenvolvimento ósseo.
Durante a gestação as necessidades de cálcio e vitamina D são maiores

mentira

No final da gestação as fêmeas apresentam um aumento do apetite. Este maior consumo de ração já garante uma maior ingestão destes nutrientes.
Cães sintetizam toda a vitamina D que necessitam se tomarem sol

mentira

Em um trabalho publicado em 1994 se comprovou que estes animais, mesmo tomando sol, necessitam de vitamina D em suas dietas
Uma supernutrição pode fazer com que meu animal consiga uma maior estatura quando adulto

mentira

A estatura final do animal é determinada geneticamente. Se recebe alimentação insuficiente ele acabará menor pois não conseguirá crescer, mas o inverso não ocorre. Se superalimentado durante o crescimento ele estará mais predisposto a ter vários problemas de saúde
Durante a lactação as necessidades de cálcio da fêmea são maiores

verdade

O leite é rico em cálcio, de modo que a fêmea deve receber durante a lactação uma ração com pelo menos 1,4% de cálcio
Frente a uma alimentação caseira, posso suplementar o cálcio necessário com medicamentos injetáveis ou produtos líquidos via oral

mentira

Suplementos de cálcio e vitamina D líquidos (injetáveis ou via oral) são boas fontes de vitamina D mas não de cálcio. O cálcio é necessário em grandes quantidades ao organismo e a única maneira de fornecê-lo é com suplementos em pó, que são misturados ao alimento
Suplementar as rações com cálcio e vitamina D garante melhor nutrição aos animais

mentira

Boas rações apresentam estes nutrientes já com ampla margem de segurança para o animal. Além disso, eles são baratos, não pesando no custo final do produto. Os desafios da qualidade das rações estão nos ingredientes, nível energético e protéico e em sua digestibilidade. Se desconfia do produto, ao invés de suplementá-lo com isto ou aquilo, é melhor mudar para uma marca de confiança.
FONTE: Revista Alimentação Animal – Número 18 -Abri/Jun/2000
 
 

Saiba + Sobre alimentação canina

Devo dar cálcio para o meu cachorro?

Quantas vezes devo alimentar meu cachorro?

Meu cachorro está gordo ou magro?

Por que cachorros comem grama?

Por que cachorros comem terra?

Os perigos da ração industrializada para cachorros

Fungos em cachorro – Tratamentos caseiros

Biscoito canino 10 receitas de biscoitos para cães

Comida caseira para cães – Receita de comida caseira para cachorro

Balancear uma dieta a base de ração industrializada

Meu cachorro não quer comer

O meu cachorro pode comer feijão cozido?

Estômago sensível – Seu cão tem problema de estômago?

Cachorros podem comer pasta de amendoim?

Gastroenterite canina – Causas, sintomas e tratamento

Como aumentar a imunidade do meu cachorro?

Cachorros podem comer ração para gatos?

Torção gástrica em cães – Sintomas, causas, diagnóstico e tratamento

Pão – Cachorro pode comer pão?

Leite para cachorro – Substituto de leite materno

Comidas que cachorro não pode comer

Cachorros podem beber leite?

Cachorros podem comer arroz? Posso dar arroz para meu cachorro?

Cachorros podem comer morangos?

Cães podem comer cogumelos?

Saiba + Sobre todas as raças de cachorros

Guia de Raças

Saiba + Sobre tudo sobre alimentação canina

Cachorro pode comer isso?

Veja também no Blog do Cachorro:


Comentários

Colunista

Sou apaixonada por cachorro, não consigo imaginar minha vida sem eles. É muito bom poder falar sobre nossos amigos peludos aqui, crio Kuvasz e Norfolk Terrier, e será muito prazeroso dividir aqui nossas experiências.

Ver artigos de Li Kuvasz