Cuidados
junho 8, 2015 postado por Blog do Cachorro


Quando posso sair com o filhote na rua?

Descubra quais são os cuidados mais importantes que você deve tomar antes que possa sair com o filhote de cachorro na rua.

Se você tem um filhote novinho e deseja passear na rua, é importante tomar algumas medidas preventivas para garantir sua saúde.

Será que você pode sair com seu filhote na rua antes das 3 doses da vacina polivalente?

Meu filhote já pode passear na rua? Esta é uma das perguntas mais frequentes que recebemos entre as dúvidas de leitores que são novos proprietários de filhotes de cachorros. Para quem já tem cachorro a muito tempo, pode parecer estranho o fato de muitas pessoas não saberem quando podem sair na rua com seu filhote de cachorro. Como crio cães durante toda minha vida, faço parte do grupo de pessoas que tem como certo o fato de ser absolutamente inconcebível permitir que filhotes de cachorros saiam de casa para passear na rua antes das três doses de vacina.

 

Quando posso sair com o filhote na rua?

Quando posso sair com o filhote na rua?

Mas afinal, será que é mesmo imprescindível aguardar o termino de todas as doses de vacina antes de sair na rua com seu cachorro? Quanto tempo é recomendado esperar para que você possa sair de casa com segurança com seu filhote?

Quando posso sair com o filhote na rua?

É importante compreender que não é apenas saindo na rua que seu filhote fica suscetível a desenvolver doenças. Na verdade, um filhote não vacinado, não deve passear na rua nem mesmo se for levado no colo. Outros animais que passeiem na rua, podem transmitir doenças para um filhote não imunizado, por isso os cuidados devem ser ainda mais extensos do que simplesmente limitar os passeios de seu novo pet pela rua.

Quando os filhotes chegam em seus novos lares, recomendo que a família tome as seguintes precauções:

    • Coloque na soleira externa da porta de casa um paninho embebido em uma solução de água sanitária e água para limpar a sola dos sapatos;
    • Sempre lave as mãos antes de brincar ou manipular seu filhote;
    • Se possível, evite visitas em sua casa de pessoas que tenham cães ou estejam vindo de um passeio pela rua;
    • Procure um veterinário que possa atender seu filhote em sua casa;
    • Se você tem outro cachorro, não passeie na rua com ele até que seu novo filhote esteja completamente vacinado;
    • Mantenha os sapatos que você e sua família utilizam na rua, longe do alcance de seu filhote de cachorro.

 

 Pode parecer um certo exagero a primeira vista, mas garanto que medidas simples como estas são capazes de salvar a vida de filhotes de cachorros.

Quando posso sair com meu filhote de cachorro na rua?

Quando posso sair com o filhote na rua?

Em geral, um filhote que comece a ser vacinado da forma adequada, estará completamente imunizado por volta dos 4 meses de idade. Já falamos a respeito do esquema ideal de imunização para filhotes de cachorros na coluna “Papo com a Veterinária”. Segundo a Dra Andreia Fragoso, é muito importante que todos os animais de estimação estejam vacinados da maneira correta.

A vacinação é sem a menor sombra de dúvida o método de proteção mais confiável e eficaz contra as doenças infecciosas que acometem os animais. Quanto maior for o número de cachorros e gatos que estiverem com suas carteiras de vacina em dia, maior será a proteção geral dos animais pois a imunização em massa produz o chamado “efeito rebanho.” Ou seja, quanto maior for o número de animais domésticos vacinados, menor será o risco de tornar as doenças endêmicas, protegendo inclusive os animais que não tem acesso a vacinação.

É por este motivo que os veterinários recomendam que você não leve seu cachorro para passear na rua antes que ele tome todas as vacinas indicadas, já que um filhote sem vacinação, não possui a proteção necessária para caminhar na rua sem correr riscos de contágio, ficando sujeito a adquirir doenças que poderão ser fatais. Por isso que você também não deve permitir que um filhote que não esteja totalmente imune tenha contato com outro cachorro que passeie regularmente pela rua.

Quando posso sair com o filhote na rua

Quando posso sair com o filhote na rua

Para você compreender melhor o motivo pelo qual seu filhote não deve passear na rua antes de estar totalmente imunizado, imagine, que da mesma maneira que nossos bebês, os cachorros também nascem frágeis e precisam de cuidados especiais com sua saúde durante os primeiros meses de suas vidas. Durante as primeiras semanas, a mamãe do cachorro está oferecendo para ele anticorpos e toda nutrição necessária através do leite materno. Apenas na fase de desmame, em torno da terceira ou quarta semana de vida o filhote deve ser vermifugado e vacinado. Nesta fase importante de sua vida, o filhote precisa ser examinado por um médico veterinário, para ser avaliado. Como já mencionado mais acima, particularmente, sempre sugeri que o proprietário deva solicitar que seu veterinário realize as primeiras vacinações em sua casa, a fim de evitar qualquer possibilidade, mesmo que pequena, de contagio por qualquer tipo de doença ao frequentar locais onde haja trânsito de outros animais que possam estar doentes. Filhotes não imunizados são muito frágeis, podem adoecer facilmente e clínicas veterinárias de fato, são locais que podem oferecer riscos em potencial.

É natural que os proprietários de um filhote novinho não vejam a hora de passear com ele na rua, afinal, faz parte do início do aprendizado de todos os cachorros conhecer pessoas e outros animais. Na verdade, o quanto antes você começar o processo de socialização através dos passeios na rua com seu filhote, melhor será para o desenvolvimento comportamental. No entanto, conforme comentado mais acima, seu cachorrinho precisa passar pela fase de vacinação de forma rigorosa, antes de ter a permissão de circular livremente em todo tipo de ambiente, sem que corra riscos desnecessários de contrair doenças perigosas.

Durante os primeiros meses de vida, é primordial que você mantenha seu filhote de cachorro dentro de casa e sem contato direto com outros animais de estimação que tenham como hábito passear na rua, pois os cachorros e gatos não estão livres de entrar em em contato com algum tipo de vírus. Quando um animalzinho já é imunizado, caso ele entre em contato com alguma doença na rua, não apresentará nenhum sintoma, justamente por estar imune a estas doenças, mas caso ele carregue consigo algum tipo de vírus, poderá transmiti-lo, infectando seu jovem filhote.

Os carrinhos para cachorros podem ser uma alternativa de passeios seguros com filhotes pela rua?

Quando posso sair com o filhote na rua

Quando posso sair com o filhote na rua

Quando posso sair com o filhote na rua?

Hoje em dia, os carrinhos para cachorros estão na moda e muitas pessoas acreditam que esta seja uma forma segura para promover passeios para seu novo amigo com tranquilidade. No entanto, é uma falsa impressão de segurança, pois quando um filhote entra em contato com o ambiente externo não é fácil prever tudo o que pode acontecer durante o passeio e certamente seu cachorro pode ficar exposto a potenciais fontes de contaminação.

Tenha em mente que durante os passeios, pessoas que estão na rua podem pedir para fazer carinho em seu cachorro, outros animais podem se aproximar, e apesar do carrinho para cachorro minimizar os riscos, não promove 100% de segurança contra contágio através de contato direto com pessoas e outros animais. Por isso, não são indicados para sair na rua com o filhote que não esteja completamente imunizado.

Com quantos meses um filhote pode sair na rua e ter contato com outros animais?

Quando posso sair com o filhote na rua?

Como acabamos de ver até aqui, filhotes de cachorro devem receber vacinação preventiva para ficarem completamente protegidos antes de passear na rua. Você também já sabe, que os filhotes são imunizados para que no futuro não transmitam doenças para outros animais. Já falamos aqui no blog que cachorros podem transmitir doenças para pessoas e esta, sem dúvida, também é uma questão muito importante com relação a imunização de seu filhote de cachorro. As doenças transmitidas de pessoas para cachorros e de cachorros para pessoas são conhecidas como zoonoses e estas doenças são muito perigosas, principalmente em se tratando de um cachorro novinho. Entre as Zoonoses mais incidentes, podemos destacar a Raiva e a Leptospirose.

Para que um filhote possa  sair na rua e ter contato com outros animais e pessoas ele deve estar completamente vacinado e você também deverá aguardar alguns dias após o término da última dose de vacina. Nem todas as regiões possuem a mesma indicação de doses e apenas o veterinário está apto a dizer se é ou não necessário aplicar em seu filhote de cachorro uma quarta dose de vacina. Em geral seu filhote deverá receber ao menos 3 doses da vacina.

Quais as vacinas mais importantes que meu filhote de cachorro deve tomar para poder passear na rua com segurança?

Quando posso sair com o filhote na rua?

Vacinas polivalentes e a antirrábica são as mais importantes para garantir a saúde de seu cachorro, antes de sair na rua com o filhote.

Você terá algumas opções que devem ser consideradas junto com seu veterinário. A vacina V8 ainda é utilizada por alguns veterinários, no entanto as V10, V11 e V12 são as mais modernas. Não podemos dizer que uma das vacinas é melhor do que a outra, mas sim que alguma delas será a mais indicada para o caso específico da região onde seu filhote irá viver.

A vacina V8 imuniza contra as seguintes doenças:

 

Doenças Conheça as principais doenças que podem infectar seu filhote de cachorro caso ele passeie na rua antes de estar completamente imunizado.
Cinomose A Cinomose é mais perigosa quando atinge cachorros com até 1 ano de idade, sendo altamente contagiosa através de secreções nazais, saliva e ar. No estágio inicial, um cachorro que esteja infectado pela Cinomose apresenta: febre, inapetência, indisposição, diarreia, vômitos, aumento das secreções nasal e oculares, além de problemas respiratórios. A Cinomose pode evoluir causando danos neurológicos, falta de coordenação motora e é comum que o cachorro acabe não resistindo a esta doença.
Parvovirose A Parvovirose é uma doença que infelizmente também é responsável por um grande número de mortalidade entre filhotes de cachorro. A Parvo é transmitida pela urina ou fezes de animais contaminados e os sintomas de um filhote de cachorro que esteja enfrentando esta doença são: diarreia, desidratação, inapetência e apatia.
Hepatite No caso da hepatite canina as principais vítimas desta doença são os filhotes mais novinhos entre quatro e dez semanas de vida. Os sintomas de um filhote de cachorro que esteja com hepatite são: febre, fezes e urina com sangue, sangramentos na boca e gengivas e aumento dos linfonodos.
Leptospirose A Leptospirose é uma zoonose e é transmitida basicamente através da pela de roedores, cães que vivem em regiões endêmicas estão muito mais suscetíveis a sofrer de Leptospirose. A vacinação é importantíssima, inclusive para o cachorro adulto. Os sintomas da Leptospirose são: diarreia, vômitos, inapetência e urina com sangue.

 

Para que seu filhote possa sair de casa com segurança ele deverá receber as vacinas com intervalo de 21 dias entre cada aplicação, e apenas após o término da vacinação ele receberá a vacina contra raiva, que normalmente será administrada em uma dose e uma vez ao ano. Os veterinários indicam que as vacinas devem receber um reforço anual, ou seja, todos os anos, seu cachorro deverá receber as principais vacinas, para que esteja completamente seguro. Neste assunto existe também uma segunda linha de veterinários, que possuem opiniões divergentes. Se você deseja se inteirar mais sobre este assunto, leia o artigo:Estamos vacinando em excesso nossos cachorros?.

Além das vacinas convencionais, o veterinário anida pode optar por vacinas suplementares como a Giárdia, que é um protozoário que pode ser transmitido para pessoas, vacina contra gripe canina, e também contra a Leishmaniose. No entanto, estas vacinas não são extremamente necessárias caso seu cachorro viva em um ambiente onde ele não entre em contato com agentes transmissores.

Vacinas clássicas que devem ser administrada antes do filhote sair na rua

      • V8  – Vacina polivalente é a vacina mais importante para os filhotes de cachorros, protegendo-os contra sete doenças específicas e de grande perigo, que podem inclusive levar seu cachorro à morte: parvovirose, coronavirose, parainfluenza, adenovirose, leptospirose, cinomose e leptospirose.
      • V10;
      • V11 ;
      • V12;
      • V14 .

 

A diferença básica entre as vacinas V8, V10, V11, V12 e V14 (que você deverá administrar antes de seu cachorro ter permissão de passear na rua), são apenas as cepas de leptospirose, ou seja, a vacina V8 tem até oito sorovares da bactéria leptospira e assim por diante. Você poderá compreender melhor sobre os tipos de vacinas para cachorros no artigo: Tipos de vacinas para cachorro.

Veja o esquema básico da vacinação para os cachorros no artigo: Vacinas para cachorro – Esquema de vacinação para Cães

Vacina para cachorro - Esquema de vacinas para cachorros - Dra Andreia Fragoso

tabela de vacinação

Quando posso sair com o filhote na rua?

Depois de quanto tempo da vacinação meu filhote de cachorro já pode sair na rua?

      • Antes de seu cachorro sair para passear na rua ele deverá estar completamente vacinado. Após a vacinação anti-rábica mais ou menos em torno dos quatro meses de idade, tomando-se por base um esquema de vacinação ideal, como você pode conferir na tabela acima, seu cachorro já pode passear na rua com segurança. Antes de fazer o primeiro passeio pela rua com seu amigão, observe seu cachorro por alguns dias e veja se ele não tem nenhum tipo de reação alérgica ou apresenta algum sintoma que seja importante ser investigado por seu veterinário. Caso seu cachorro esteja bem disposto, outra questão importante é avaliar como está a vermifugaçãoAntes de seu cachorro sair para passear na rua, ou em qualquer ambiente externo, você também deverá vermifugá-lo.
      • Mesmo quando um cachorro já tem todas as doses de vacinas é importante ficar atento na necessidade de fazer uma vermifugação adequada a fim de controlar e prevenir a proliferação de vermes. Este tema também deverá ser abordado durante as consultas com seu veterinário a fim de garantir a total segurança de seu filhote já durante seus primeiros passeios na rua.

Banho no filhote – Quando posso levar meu filhote a um pet shop tomar banho?

      • Você não deve em hipótese alguma levar seu filhote tomar banho em pet shop antes de concluir o esquema de vacinação. Como vimos ao longo deste artigo, qualquer ambiente externo que seja frequentado por outros animais que passeiem livremente pela rua, pode ser um local que ofereça risco de contágio para um filhote que não esteja completamente imunizado. Para saber tudo sobre o primeiro banho e a quando você pode dar o primeiro banho em seu cachorro, leia este artigo: De quanto em quanto tempo devo dar banho no meu cachorro?

Quando posso sair com o filhote na rua? – Considerações finais

Terminadas as três doses das vacinas polivalentes (V8, V10, V11, V12 ou V14) que são as mais importantes para sair com filhote na rua, você poderá administrar ainda, de acordo com a opinião de seu veterinário a vacina contra Tosse dos Canis, e contra a Giárdia. A vacina anti-rábica, é extremamente importante, e não deve ser excluída da carteira de vacinação de seu mascote. Mesmo a Raiva Canina sendo considerada praticamente erradicada na maior parte do Brasil e de Portugal. Atualmente, esta ainda é uma das doenças mais perigosas para os cães e não tem cura.

Em abril de 2015 a Raiva foi diagnosticada, em um paciente humano. Um homem de 38 anos, morador de Corumbá, um município da região centro oeste do Brasil, localizado a 415 km de Campo Grande. O homem contraiu a doença depois de ser mordido por um cachorro. O paciente foi transferido para a capital de Mato Grosso do Sul dia 18 de abril com diagnóstico positivo de Raiva e até a data de publicação deste artigo, estava passando por um tratamento experimental e se encontrava em coma induzido. Este tratamento inédito, salvou a vida de um jovem de 18 naos no ano de 2008 também no Brasil.

Atualmente em Corumbá, a situação de raiva é considerada crítica. A Secretaria Municipal de Saúde está recolhendo todos os animais encontrados nas ruas, que não tenham proprietários, para eutanasiá-los. Também em Corumbá , até abril de 2015, 19 pessoas tiveram algum contato com animais que apresentaram sintomas de Raiva.

Portanto vacine seu animalzinho contra raiva antes de sair nas ruas! A prevenção é sempre a melhor solução.

Saiba + Sobre saúde dos cachorros

Cuidados e Saúde do Cachorro

Cuidados e Saúde do Cachorro

Acredite, a boa saúde de seu cachorro dependerá em grande parte de você. Um cachorro é um ser vivo complexo, que precisa de cuidados frequentes. Eles sentem dor, frio, e possuem…

10 Maneiras de manter seu cachorro sem carrapatos

Como evitar que meu cachorro pegue carrapatos? 10 dicas de como manter seu cachorro protegido e livre de carrapatos…

Como acabar com carrapatos?

Como acabar com carrapatos? Quando nosso cachorro pega carrapatos, não é apenas a tranquilidade de seu animal de estimação que deve ser considerada. Obviamente, a coceira é algo terrível para…

De quanto em quanto tempo devo dar banho no meu cachorro?

Banho em excesso faz mal aos cães? Banhos – Dicas de frequência de banhos para cachorros Banho, certamente esta é uma das dúvidas mais frequentes dos donos de cachorros de primeira…

Estamos vacinando em excesso nossos cães?

O que você diria se de repente o seu veterinário pedisse que você não levasse mais o seu pet para vacinação anual? Será que exageramos na frequência da imunização de…

Leishmaniose Visceral Canina (Calazar)

Entenda tudo sobre a Leishmaniose Visceral Canina (Calazar). Como saber se o seu cachorro desenvolveu leishmaniose? Existe tratamento par a leishmaniose visceral canina?…

Por que passear de coleira com meu cachorro?

Por que devo passear com meu cachorro? Descubra os benefícios de passear de coleira com seu cachorro Passear de coleira com meu cachorro – Passear de coleira com seu cachorro é muito mais…

Aprenda a passear de coleira com o seu cachorro

Dicas por Ricardo Tamborini – Passeando de coleira com o cachorro Aprenda a passear de coleira com seu cachorro sem que ele fique puxando a guia, e torne o seu passeio…

Seu cachorro vomita no carro?

Como faço para que meu cachorro não vomite no carro? Seu cachorro vomita no carro? – Se você não sabe mais o que fazer para que seu cachorro se acostume a…

 

Importante: Tenha em mente que o conteúdo do Blog do Cachorro tem caráter meramente informativo, e em nenhuma circunstância, substitui a orientação de um veterinário, especialmente no caso de doenças, distúrbios de fundo alimentar, intoxicação, ou qualquer outra patologia relacionada à ingestão de alimentos ou outros produtos. Sempre que houver qualquer sintoma atípico com seu pet, leve-o imediatamente ao veterinário. Lembre-se que quanto mais cedo for diagnosticado o problema, maior a chance de cura.

 

Veja também no Blog do Cachorro:


Comentários

Colunista

O Blog do Cachorro é um web site onde você pode encontrar tudo sobre cachorros! Se você busca por informações, dicas, artigos sobre cuidados, saúde, comportamento canino, raças de cachorros, e demais assuntos relacionados aos nossos queridos peludos de quatro patas, este é o lugar certo.

Ver artigos de Blog do Cachorro