Prevenção
fevereiro 25, 2015 postado por Li Kuvasz


Brucelose Canina

Brucelose Canina – O que é Brucelose Canina?

Você já ouviu falar sobre Brucelose Canina?

Você sabia que a Brucelose Canina é uma doença muitas vezes assintomática?

A Brucelose Canina é uma doença contagiosa, mesmo exemplares que não manifestam os sintomas podem transmitir a doença. A Brucelose Canina é causada por um pequeno organismo bacteriano chamado Brucella Canis. Esta bactéria afeta principalmente os órgãos reprodutivos dos cães, podendo afetar igualmente machos e fêmeas. A Brucelose Canina pode causar infertilidade e abortos tardios em cadelas. Nos machos, pode causar inflamação testicular ou escrotal e infertilidade. Esta desagradável doença, também pode causar a morte de filhotes ou pode fazer que eles estejam muito fracos no momento do nascimento.

Brucelose Canina

Brucelose Canina

 

Brucelose Canina – A Brucelose Canina é uma zoonose.

A principal via de transmissão é o contato sexual ou contato com placenta e restos de aborto, feto. O aborto e a infertilidade são os sintomas mais comuns, ela é causada por bactérias do gênero Brucella que podem infectar o cão, o principal agente é a B. canis. Os cães são os principais hospedeiros desta bactéria.

O sêmen infectado, urina, materiais contaminados, mucosa oral, mucosa nasal, conjuntival, genital e pele lesada também são formas de contágio.

Nas fêmeas, os principais sintomas são: morte embrionária precoce, aborto no terço final da gestação, altas taxas de natimortalidade, fetos expelidos mortos na hora do parto.

Brucelose Canina – Quais os sintomas da Brucelose Canina?

  • Inflamações do aparelho reprodutor: linfadenopatia generalizada, esplenomegalia e mau desempenho reprodutivo.
  • letargia.
  • Nos machos teremos infertilidade, inchaço escrotal, dermatite escrotal, aumento de volume do epidídimo e atrofia testicular nos cães que desenvolvem processos crônicos.
  • Nas fêmeas o abortamento de fetos mortos com 45 a 59 dias de gestação sem sinais de que elas estejam doentes, infertilidade.
  • Aumento dos gânglios, por todo o corpo e não só no sistema reprodutivo.
  • Dificuldade para caminhar.
  • Dor nas costas.
  • Filhotes recém-nascidos fracos, com aspecto doentio.
  • Corrimento vaginal.
  • Testículos inchados.
  • A inflamação da pele ao redor do escroto.
  • No ser humano, os sintomas da doença são febre, dores de cabeça e musculares.

 

Brucelose Canina – Como diagnosticar a Brucelose Canina?

Brucelose Canina

Brucelose Canina

Para diagnosticar a Brucelose, é fundamental que assim que você suspeite que seu cão esteja com esta doença, leve-o ao veterinário, o mais rápido possível, a fim de realizar exames. Provavelmente o veterinário irá pedir exames como raios-X da coluna para ver se existem alterações na coluna que possa ser relacionada com a brucelose. Outro exame utilizado para diagnosticar a doença é a citologia e cultura para determinar se existe uma infecção bacteriana presente no organismo de seu mascote. Um hemograma completo pode descartar quaisquer anormalidades do sangue, como por exemplo a anemia.Alguns outros exames podem ser sugeridos a fim de avaliar o rim, o fígado, a função hepática e o nível de açúcar. Testes de anticorpos e de reação da polimerase em cadeia (PCR) para a brucelose, também podem ser solicitados pelo veterinário a fim de demonstrar a presença de anticorpos anti-Brucella spp.

Se o seu cão foi diagnosticado com brucelose, o veterinário provavelmente irá recomendar castração ou esterilização para evitar a transmissão da doença para outros cães. Além disso, uma combinação de antibióticos provavelmente será recomendado para o tratamento de seu melhor amigo. Recomenda-se o acompanhamento de testes para brucelose para avaliar se o tratamento é bem sucedido.

Normalmente ela é diagnosticada quando ocorrem abortos frequentes sem motivo, casos de infertilidade ou filhotes perfeitos que nascem mortos.

Mas para evitar estes acontecimentos existe um exame sorológico, específico no soro sanguíneo. Este exame confirma a presença da Brucella, o cão sendo soropositivo deve-se isolar o agente em secreções orgânicas ou tecidos.

A bactéria demora um tempo para se desenvolver no corpo do cachorro, por isto, o organismo do cachorro não produz anticorpos contra a bactéria antes de aproximadamente quinze dias da infecção. Por este motivo os exames nesse período de tempo podem apresentar resultado falso negativo. Em casos de suspeitas dessa infecção deve-se levar o cachorro para ser testado novamente depois de quinze dias.

Brucelose Canina – Como prevenir a Brucelose Canina?

Brucelose Canina

Brucelose Canina

Mantenha sempre seu cachorro limpinho, com o banho sempre em dia, bem escovado e bem alimentado. Evite que seu animal fique em áreas onde existem outros animais de rua. Nunca passeie com seu pet sem que ele esteja preso com uma coleira e guia. Ande com seu aligão sempre por locais seguros, e não permita que ele fareje secreções na rua, seu cachorro pode se infectar através da urina de um cachorro infectado ao cheirá-la.

A melhor forma de prevenir a Brucelose Canina é fazendo o exame antes de realizar um acasalamento, o casal, tanto o macho quanto a fêmea devem realizar exames para se certificarem que nenhum dos exemplares está contaminado com a bactéria e somente se obtiverem resultado negativo poderão ser acasalados.

Este exame também pode ser realizado em todos os cães que convivem no mesmo ambiente e se algum for diagnosticado como soropositivo, este deverá ser isolado e tratado até que obtenha resultado negativo no exame sorológico. O tratamento deve ser realizado e o exame sorológico repetido a cada 4 meses até obter resposta negativa do exame sorológico.

Brucelose Canina – A Brucelose Canina tem cura? 

Medidas sanitárias e a utilização de antibióticos não evitam a transmissão da Brucelose Canina para animais não infectados. Infelizmente, a doença não tem cura e o tratamento apenas irá manter seu pet com qualidade de vida. Cães infectados pela bactéria Brucella Canis, devem ser castrados e mantidos sob um tratamento de apoio e isolados do convívio com outros animais.

Brucelose Canina – Tratamento da Brucelose Canina?

O tratamento com antibiótico raramente resulta em cura devido a localização intracelular da B. Canis e por não atravessarem a barreira hemoprostática o que impossibilita a eliminação intraprostática. As drogas de escolha são: Minociclina, Tetraciclina com

Diidroestreptomicina, Doxiciclina com Gentamicina (sem eficácia comprovada) e Fluoquinolonas que são eficazes in Vitro e limitadas in vivo.

Quando a Brucelose Canina é diagnosticada em canis, além do tratamento deve-se castrar o cão infectado, apenas um cão infectado pode disseminar a doença para o plantel inteiro arriscando toda a reprodução de um canil.

Infelizmente não há uma cura completa para a brucelose canina, então além de castrar, deve-se manter cuidados especiais com sua higiene e manejo, mantê-lo isolado dos outros cães também é muito importante.

Sempre faça os testes para essa bactéria, pois em grandes populações os cães  podem ser facilmente infectados ao aspirar a urina de outro cão ao cheira-la. Como a doença pode estar no cão de forma silenciosa, o teste deve ser feito mesmo com o cão parecendo estar saudável.

Brucelose Canina – Posso pegar Brucelose do meu cachorro?

Sim, a Brucelose Canina é uma zoonose, ou seja, é uma doença que pode ser transmitida tanto dos animais para as pessoas quanto das pessoas para os animais.

Saiba + Sobre saúde dos cachorros

Cuidados e Saúde do Cachorro

Acredite, a boa saúde de seu cachorro dependerá em grande parte de você. Um cachorro é um ser vivo complexo, que precisa de cuidados frequentes. Eles sentem dor, frio, e possuem…

Displasia coxofemoral em cães

Já conversamos aqui no Blog do Cachorro sobre claudicação, ou seja, dores ocasionadas por inúmeras doenças ósseas, lá falamos um pouco sobre displasia coxofemoral, porém é um assunto que merece…

Estamos vacinando em excesso nossos cães?

Estamos vacinando em excesso nossos cães?

O que você diria se de repente o seu veterinário pedisse que você não levasse mais o seu pet para vacinação anual? Será que exageramos na frequência da imunização de…

Tumor de mama em cadelas – Câncer em cadelas

Saiba tudo sobre tratamento de tumor de mama e câncer em cadelas O que leva sua cachorra a desenvolver câncer de mama? O que podemos fazer para prevenir que nossa cadela…

Veja também no Blog do Cachorro:


Comentários

Colunista

Sou apaixonada por cachorro, não consigo imaginar minha vida sem eles. É muito bom poder falar sobre nossos amigos peludos aqui, crio Kuvasz e Norfolk Terrier, e será muito prazeroso dividir aqui nossas experiências.

Ver artigos de Li Kuvasz