Saúde
fevereiro 2, 2014 postado por Blog do Cachorro


Intoxicação por veneno de rato em cães

Veneno de Rato – A ingestão de veneno de rato é infelizmente uma situação muito comum entre cães. Venenos utilizados para matar parasitas são combinações atrativas para atrair e matar parasitas como os ratos e muitas pessoas não percebem que o sabor do raticida não é atraente apenas para os ratos, mas para os cães também, e esta combinação de produtos químicos tóxicos também tem o potencial de matar cães e qualquer outro animal que venha ingerir estes produtos. Os raticidas além de terem um cheiro convidativo, tem formatos que irão atrair não só cachorros, mas quaisquer animais de estimação, e nunca é demais ressaltar que venenos de ratos são perfeitamente capazes de matar os cães, principalmente aqueles de raças pequenas, ou filhotes, em questão de dias ou semanas, por isso, se seu peludo estiver apresentando algum estado clínico que evidencie a probabilidade de envenenamento por raticida é importante identificar os sintomas e levar o seu cão para um veterinário o mais rápido possível. Por este motivo também é extremamente importante que qualquer proprietário de cachorro esteja ciente a respeito da toxicidade potencial dos raticidas e tome medidas a fim de evitar a exposição de seu animal aos riscos. Veja a seguir um pouco sobre como o veneno de rato pode afetar o seu cão.

Intoxicação por veneno de rato em cães

Intoxicação por veneno de rato em cães

É muito triste imaginar que também existem inúmeros seres humanos que são capazes de colocar veneno de rato em diversos tipos de comidas, carnes, e outros tipos de alimentos na intensão de matar cães, algumas pessoas fazem isso na intenção de matar apenas os ratos, e acabam tendo outros animais sacrificados como um efeito colateral, mas existe muita gente que visa realmente os animais de estimação. Este tipo de intoxicação é criminosa, e acreditem, muitas pessoas que não gostam de animais ou visam desabilitar a segurança de sua propriedade para assaltar, acabam utilizando estas técnicas para matar cães.

Existem vários tipos diferentes de raticidas disponíveis para venda. Os efeitos destes raticidas variam dependendo do ingrediente ativo. É importante compreender que como existem diferentes tipos de raticidas cada um com diferentes doses de produtos químico tóxicos, as reações de um animal envenenado podem manifestar-se de várias de maneiras. Também é importante que você tenha em mente que nenhum tipo de veneno de rato pode ser considerado seguro para cães. Aqui em casa, utilizo ratoeiras de cola, a pior coisa que pode acontecer com meus cães é ficar colado nelas. A maioria dos raticidas apresenta-se em formatos de grãos e geralmente são feitos com base de açúcar o que os torna palatável para roedores e cães. Estes raticidas geralmente tem um formato de blocos redondinhos, quadradinhos, ou também podem vir em grânulos e até mesmo líquido. As cores também são bem diversificadas, geralmente chamam atenção, mas também podem parecer muito com um grão de ração ou um snack. A cor e o formato do veneno de rato não poderão de forma nenhuma determinar o tipo de veneno que foi utilizado pelo fabricante do raticida. A única maneira de ter a certeza da composição química de um veneno de rato é ler o rótulo da embalagem.

Intoxicação por veneno de rato em cães -   Entenda como o veneno de rato atua no organismo dos cachorros

Intoxicação por veneno de rato em cães

Intoxicação por veneno de rato em cães

A grande maioria dos venenos para ratos, possuem uma ação anticoagulante, os produtos químicos contidos nestes tipos de veneno poderão ser  (brodifacoum , bromadiolone , clorofacinona , diphacinone , varfarina ou outro produto químico). Eles matam por interferir com que a capacidade do corpo do animal produza a reciclagem de vitamina K, uma parte essencial da coagulação, causando portanto um sangramento generalizado por inibição dos fatores de coagulação dependentes da vitamina K.  Fazendo com que o animal apresente um hemorragia interna generalizada que o levará a óbito. A ação destes raticidas pode demorar entre dois a sete dias para que você consiga observar os efeitos deste veneno atuando clinicamente no animal que tenha ingerido tal substância. Anticoagulantes de segunda geração são muito tóxicos, e os sintomas podem demorar mais para serem observados e ficam no organismo do cachorro, no caso o fígado por mais  tempo, fazendo com que o risco de morte seja maior e a necessidade do tratamento seja mais prolongado. O principio ativo deste veneno é absorvido rapidamente pelo sistema gastrointestinal do animal e a concentração plasmática máxima é atingida entre 1 a 12 horas. A ação da toxina pode variar de horas até semanas de acordo com cada tipo de veneno.O quadro hemorrágico normalmente começa entre 2 a 3 dias após a ingestão.

Bromethalin é outro princípio ativo que pode ser encontrado em venenos de rato, ele aumenta a quantidade de sódio das células do corpo e como resultado, as células incham e morrem. Essa toxina pode afetar qualquer órgão do corpo, mas mais comumente afeta o sistema nervoso central (cérebro, coluna , nervos). Os sinais de envenenamento podem começar a aparecer de forma progressiva ao longo de uma ou duas semanas após a ingestão, no caso da quantidade consumida ter sido bem pequena. Este veneno é geralmente é de ação rápida e fatal se for consumido em doses maiores.

Outro princípio encontrado em venenos para ratos é o colecalciferol que faz com que haja um aumento da quantidade de cálcio no corpo. Isso leva à insuficiência renal aguda, disfunções cardíacas e leva o animal a óbito. Os sinais deste veneno podem demorar para serem percebidos até entre 12 ou 36 horas após a sua ingestão.

Ainda existem outros raticidas utilizados apenas por companhias especializadas em desratização e portanto são mais difíceis de serem ingeridos de forma acidental por nossos peludos.

Intoxicação por veneno de rato em cães -   Como saber se um cão comeu veneno do rato

Caso você tiver utilizado algum veneno para matar ratos e alguma quantidade significativa do veneno tenha desaparecido, fique atento à respiração do seu cão e monitore o comportamento dele de perto. Caso seu animal comece a agir de forma estranha, demonstrando dificuldade para respirar, fraqueza muscular e letargia, estes poderão ser alguns dos sintomas clínicos comuns de intoxicação por veneno de rato. Observe seu cachorro bem de perto por pelo menos cinco dias, mesmo se ele não demonstrar nenhum sintoma.

Como já citei anteriormente, venenos de rato podem levar dias, até uma semana ou mais para causar sintomas visíveis. Observe também se existem vestígios de sangue ou irregularidades graves na urina e fezes do seu cachorro. A maioria dos venenos de rato causam hemorragia interna, o que geralmente culmina em excreções corporais. Caso você acabe observando alguma coloração incomum nas fezes de seu cão, também poderá ser o corante não digerido do veneno de rato. Se você observar algumas destas características listadas aqui, corra com seu cachorro para o veterinário imediatamente.

Outra medida que pode ser tomada para diagnosticar um possível intoxicação por veneno de rato por cães é utilizar uma luva de procedimento para dar uma boa examinada na boca de seu cachorro, a fim de localizar possíveis resíduos de veneno entre os dentes ou na gengiva do animal. Cães que ingeriram veneno recentemente poderão apresentar dor ou sensibilidade na boca. Portanto se seu cão apresentar algum sinal estranho como hemorragia na boca ou mesmo descoloração nas gengivas, (veneno de rato interfere na circulação) ou até mesmo algum tipo de agressividade por sensibilidade ao contato e você tiver alguma suspeita prévia de possível intoxicação, não deixe de levá-lo imediatamente ao veterinário.

Outra dica é examinar os olhos do animal, observas pálpebras e a pele exposta, investigue se existe algum sinal de hematomas ou sangramento. Hemorragias nasais persistentes e membranas escuras podem ser um efeito direto das toxinas do veneno de rato. Umas das características de alguns tipos de veneno de rato é a coagulação do sangue, por isso mesmo pequenos ferimentos externos continuarão a sangrar por tempo indeterminado. Contacte o seu veterinário ou vá imediatamente a um hospital veterinário de plantão, se você suspeitar que seu cachorro possa ter ingerido acidentalmente veneno de rato.

Existem vários testes clínicos que um veterinário irá realizar para determinar se o seu cachorro está intoxicado por alguma substância que coloque sua vida em risco. O veterinário poderá inclusive forçar o vômito do cachorro se a ingestão for recente, ou administrar um antídoto químico que possa minimizar os sintomas e neutralizar de alguma forma a reação ao veneno ingerido.Um ultra som poderá ser solicitado para ver se existe sangramento abdominal, um raio x de tórax também poderá ser solicitado para checar se existe sangramento no pulmão e pleura, um hemograma para observar se existe quadro de anemia, será feita a contagem de plaquetas para ver se o número de plaquetas está baixo e testes de fatores de coagulação também possivelmente serão requisitados para checar se há retardamento no tempo de coagulação sanguínea. O tratamento será feito através de medicação de suporte, algumas vezes transfusão de sangue e antídotos. Antes de ir ao veterinário, procure por evidências do veneno que seu cão possa ter ingerido, como embalagens de produtos rodenticidas ou mesmo o resto, caso haja, do veneno ingerido pelo animal.

Informações sobre a quantidade de veneno que você imagina que seu cachorro tenha consumido e a quanto tempo ocorreu a ingestão, podem ser de grande ajuda se existir a necessidade de induzir o vômito, por isso apenas um veterinário estará capacitado para iniciar o tratamento adequado. Em alguns casos, veterinários poderão utilizar uma substância chamada carvão ativo que poderá ser administrado a fim de impedir que as toxinas sejam absorvidas através do trato gastrointestinal. Tudo depende do tempo da ingestão e da quantidade ingerida. Existe uma grande chance de precisar internar o animal para exames e tratamentos avançados, e para que ele fique em observação. O prognóstico depende do tipo de produto químico contido no veneno de rato, da quantidade consumida e do tempo que se passou desde a ingestão.

Infelizmente, o prognóstico é geralmente desfavorável em cães que são diagnosticados de forma tardia. Por isso tenha em mente que o tempo é o seu maior aliado na hora de salvar um animal que tenha ingerido veneno para rato.

Não demore nunca muito tempo para entrar em contato com um veterinário sempre que alguma coisa estiver acontecendo de estranha na saúde de seu bichinho, como tutores somos responsáveis pelo seu bem estar e cabe a nós buscar socorro da forma mais imediata possível. A prevenção contra a ingestão de veneno do rato sempre será a melhor maneira de prevenir uma fatalidade com nossos animaizinhos. Se você tem um cãozinho um gatinho, um coelhinho ou mesmo um hamster em casa, reconsidere a necessidade de utilizar raticidas. Gaiolas, ratoeiras e ratoeiras de cola podem ser soluções baratas, mais ecológicas e que lhe trarão bem menos preocupações no caso de possíveis acidentes.

Supervisione seu cachorro em todos os momentos, não esqueça que eles não tem discernimento e são como crianças que precisam de atenção e pulsos firmes para não colocarem em risco sua saúde. Não permita que seu cachorro passeie na rua sem você, ele pode ingerir algo indesejável apenas por curiosidade e poderá acabar morrendo. Além é claro de não ser nada seguro para um cachorro passear na rua sem coleira. Evite que seu cachorro tenha acesso irrestrito ao portão da frente, pessoas mal intencionadas sempre podem acabar aparecendo. Mantenha consultas periódicas ao veterinário, nossos animais são parte da família e merecem ser tratados com atenção, carinho e respeito.

Intoxicação por veneno de rato em cães

Intoxicação por veneno de rato em cães

Mas o que pode acontecer com um cachorro que tenha comido veneno de rato?

Intoxicação por veneno de rato em cães   -  Sintomas de toxicidade

  • Insuficiência respiratória, tosse
  • vômitos e fezes, urina com sangue.
  • sangramento nasal,
  • sangramento persistente em machucados,
  • sangramento persistente em gengivas ou mesmo locais de picada de insetos.
  • hemorragias, em geral, fraqueza, pele mais pálida, aparência ofegante, queda de pressão e manchas distribuídas pela pele.
  • dificuldade de andar, paralisia, convulsões
  • acúmulo de sangue no abdômen (hemorragia interna)
  • Dor muscular e derrame sanguíneo nas articulações.
  • Dor articular e dificuldade de caminhar.
  • Aborto em fêmeas gestantes ou hemorragias uterinas.

 

Intoxicação por veneno de rato em cães -   Conclusão:

Considerando que alguns raticidas apresentam ação extremamente rápida, e na maioria dos casos de forma fatal, a melhor solução é sempre a prevenção. Se mesmo assim, tomando todos os cuidados, houver a ingestão acidental de veneno de rato, leve o seu cachorro imediatamente ao veterinário. Tenha em mente que em alguns casos, a única maneira de salvar a vida do animal é iniciar o tratamento tão logo ocorra a ingestão do veneno. Qualquer demora no início do tratamento pode fazer toda a diferença, tanto para salvar a vida do seu cachorro, quanto para evitar sequelas importantes que podem prejudicá-lo para toda a vida.

Saiba + Sobre Veneno de Rato – Intoxicação por veneno de rato em cães

Envenenamento de ratos em cães - Texto em inglês

Veja + Sobre saúde do cachorro aqui no Blog do Cachorro

Cachorros podem beber leite?

Coprofagia – Seu cachorro come fezes? Saiba como evitar!

Por que cachorros comem terra?

Por que cachorros comem grama?

Tumor de mama em cadelas – Câncer em cadelas

Chuvisco e a Cinomose – Uma história de superação

Bicheira – Saiba como prevenir e tratar a bicheira

Cinomose – Sintomas, Diagnóstico e Tratamento

Leptospirose canina – Entenda melhor a leptospirose

Cachorro e gravidez, pode?

Fenótipo e Genótipo dos cães

Os perigos da ração industrializada para cachorros

Os perigos da suplementação alimentar para cachorros

Plano de saúde para cachorro

Esporte para cachorro – Qual é o ideal para seu peludo?

Berne – O que é berne? Como tirar? Como se pega?

Otite canina – sintomas, causas, diagnóstico, tratamento

Cuidados e Saúde do Cachorro

Saiba tudo sobre cuidados e saúde dos cachorros

Calor – Cuidados com os cachorros no verão

Como dar remédio para o cachorro? – Aprenda a dar medicação ao seu cão

Banho – De quanto em quanto tempo devo dar banho no meu cachorro?

Pão – Cachorro pode comer pão?



Veja também no Blog do Cachorro:


Comentários

Colunista

O Blog do Cachorro é um web site onde você pode encontrar tudo sobre cachorros! Se você busca por informações, dicas, artigos sobre cuidados, saúde, comportamento canino, raças de cachorros, e demais assuntos relacionados aos nossos queridos peludos de quatro patas, este é o lugar certo.

Ver artigos de Blog do Cachorro