Filhote
março 3, 2013 postado por Li Kuvasz


Castrar ou não castrar meu cachorro?

Castração – verdades e mentiras

Será que devo castrar meu cachorro?

Esta é uma  pergunta que fazem frequentemente para mim!

Alguns querem castrar a fêmea para que ela não suje a casa, outros querem castrar o macho para que ele não marque território e há ainda aqueles que pensam na castração como medida de prevenção para algumas doenças. Mas em todos os casos, sempre há aquela dúvida, pois há muitas verdades e mitos que envolvem castrar um cão, vamos citar as principais dúvidas em forma de perguntas e respostas, para você tomar a sua decisão.

Castrar seu cachorro envolve muito mais questões de saúde do que a simples questão reprodutiva. A Castração pode ser extremamente benéfica para um animal que é castrado ainda jovem e geralmente, além de evitar inúmeros possíveis problemas de saúde no futuro, tende a aumentar significativamente sua expectativa de vida.

Castrar ou não castrar meu cachorro

Castrar ou não castrar meu cachorro

Um dos problemas que mais acometem fêmeas é o tumor de mama, ou câncer. já existem pesquisas que podem garantir que quando a cadela é castrada antes do primeiro cio, a probabilidade de desenvolver este tipo de tumor diminui drasticamente. O tumor de mama e câncer em cadelas infelizmente é muito mais comum do que muita gente imagina, provavelmente é o tipo de câncer mais comum em cadelas não castradas e muitas vezes pode ser tratado com sucesso, se for detectado precocemente.

Se todas as cadelas que não estiverem destinadas a serem reprodutoras, forem castradas antes de seu primeiro cio, esta doença poderia ser quase completamente erradicada. Por outro lado quanto mais demorar para fazer a castração de sua cadela, maior o risco de desenvolver esta doença. Cadelas castradas antes do primeiro cio, possuem uma probabilidade de 0,05% de desenvolver tumores mamários. Cadelas que foram castradas após ter passado pelo primeiro cio tem uma probabilidade de 8% de desenvolver câncer de mama. Já as fêmeas de cães que foram castradas após terem passado pelo segundo cio já tem uma probabilidade de 26% de desenvolver câncer de mama. Acredita-se que a eliminação ou a redução de hormônios como o estrogênio e a progesterona provoquem a diminuição da incidência desta doença em cadelas castradas.

A castração precoce em fêmeas não previne apenas tumores de mama, mas também reduz a probabilidade de uma fêmea castrada desenvolver outros tipos de tumores relacionados ao aparelho reprodutor, na verdade a incidência de tumores diminui tanto em machos quanto em fêmeas castrados.

Castrar ou não castrar meu cachorro?

Castrar ou não castrar meu cachorro?

Uma doença também muito frequente em fêmeas é a Piometra. A Piometra é uma infecção purulenta no útero, geralmente a Piometra ocorre após uma Hiperplasia Cística do Endométrio (HCE), que é uma anormalidade do endométrio. Acomete principalmente fêmeas com mais de 5 anos e mais raramente em fêmeas mais jovens. Fêmeas castradas estão completamente isentas de desenvolver esta doença, que infelizmente, tem uma porcentagem extremamente alta de óbito.

Castrar meu cachorro fará com que ele engorde?

Não. Geralmente o cão engorda devido há hábitos do dono em dar guloseimas e alimento demais, a castração pode causar um aumento do apetite, mas se formos firmes em alimenta-lo com aquilo que realmente ele precisa, o cachorro não ficará gordo. Outra fator que deve ser avaliado, é a idade da castração, quanto mais jovem for o cachorro, antes de completar 1 ano de vida, apresentam menos sinais de aumento de apetite.

A castração é uma cirurgia complicada?

Não.  O procedimento de castração é simples e rápido e o pós-operatório também é calmo, principalmente em cães jovens. É utilizada anestesia geral, no mesmo dia o cachorro volta para casa e no dia seguinte da cirurgia ele já estará ativo e pronto para  continuar uma  vida normal.

Castrar evita câncer?

Sim. Fêmeas castradas antes do primeiro cio praticamente anula a chance de desenvolver câncer de mama quando adulta. A retirada do útero também elimina a chance de problemas uterinos bastante comuns em cadelas após os 6 anos de idade, em que o tratamento é cirúrgico, com a remoção do útero.

O macho castrado perde o interesse sexual?

Não. Alguns machos castrados continuam a ter interesse por fêmeas, embora  mais reduzido do que um macho inteiro. Ele até pode cruzar com ela normalmente, sem que haja fecundação.

Castrar evita que o cachorro faça xixi por toda casa?

Sim.  Os machos demarcam o território com a urina. Se o macho for castrado antes de um ano de idade, ele não demarcará território na fase adulta. A castração em adultos, que demarcam território, pode não ser tão eficaz como em filhotes, pois já desenvolveram uma mania de sair fazendo xixi em qualquer parte.

Devo castrar meu cão após a primeira cria?

Não. Pelo contrário, se feita antes do primeiro cio, evita-se a chance de câncer de mama. A fêmea não tem a necessidade de ter um filhote, ela não se frustrará se castrada antes do primeiro cio.

Castrar deixa o cachorro lerdo ou abobado?

Não. O que o deixa assim é se deixarmos que ele engorde, assim ele não terá disposição e se cansará com facilidade. A obesidade causa letargia e não a castração. Na fase adulta vão diminuindo a atividade conforme a idade vai chegando, mas não tem nada a ver com a castração.

Castrar ou não castrar meu cachorro?

Castrar ou não castrar meu cachorro?

Por que castrar os machos?

  • –  Castrar o macho evita fugas;
  • –  Castrar o macho evita evitar o constrangimento de cães agarrando em nossas pernas;
  • –  Castrar o macho evita demarcação do território;
  • –  Castrar o macho evita brigas por excitação sexual;
  • –  Castrar o macho evita tumores testiculares.

 

Por que castrar as fêmeas?

  • – Castrar a fêmea evita acasalamentos indesejáveis
  • – Castrar a fêmea evita câncer em glândulas mamárias na fase adulta;
  • Castrar a fêmea evita infecção uterina, piometra, em fêmeas adultas;
  • – Castrar a fêmea evita gravidez psicológica e infecção das tetas pela produção de leite:
  • – Castrar a fêmea evitar cios.

 

Quanto custa para castrar uma cadela? O valor da cirurgia de castração de uma fêmea é diferente do valor da castração de um cachorro macho? 

A cirurgia realizada em fêmeas é mais delicada do que a cirurgia realizada em machos, como os veterinários dizem, a cirurgia em machos é menos invasiva. Nas fêmeas, a cirurgia de castração consiste na retirada do útero, das trompas e dos ovários. Nos machos, é retirado apenas os testículos.

A cirurgia é realizada utilizando com anestesia geral, e apesar de bastante simples pode envolver risco. Já existem hoje veterinários especializados em anestesia e é sempre bastante importante buscar um profissional que esteja acostumado a fazer este tipo de procedimento.

Devido ao grau de complexidade da cirurgia em fêmeas ela tende a ser um pouco mais onerosa do que a cirurgia realizada em machos, no entanto se você considerar os benefícios que a cirurgia trará para seu cachorrinho no futuro, os custos serão compensados com a tranquilidade com relação à sua saúde durante toda sua vida.

Também é importante ressaltar, que no caso de fêmeas a castração deve ser realizada preferencialmente antes do primeiro cio.

Saiba + Sobre cachorros

Cachorros

Saiba + Sobre cio, ciclo reprodutivo dos cães e doenças associadas

Tumor de mama em cadelas – Câncer em cadelas

12 perguntas mais comuns sobre cadela no cio

Piometra em cadelas – Sintomas, diagnóstico e tratamento

Inseminação artificial em cães

Como faço para cruzar meu cachorro?

Castrar ou não castrar meu cachorro?

Quando fazer uma cesariana na minha cadela?

Quanto tempo dura o cio da cadela?

Devo deixar minha cadela cruzar?

Adoção e posse responsável

Como evitar eclampsia na cachorra

Como cuidar de uma cadela no cio

Pseudociese ou gravidez psicológica

Cuidados e Saúde do Cachorro

Parto da Cachorra, o que fazer?

Macho ou fêmea? 

Como comprar um cachorro de raça?

Qual a hora ideal de tirar um filhote da ninhada?

Cuidados com a cadela gestante

Filhotes – Tudo sobre filhotes de cachorro

 

 

Veja também no Blog do Cachorro:


Comentários

Colunista

Sou apaixonada por cachorro, não consigo imaginar minha vida sem eles. É muito bom poder falar sobre nossos amigos peludos aqui, crio Kuvasz e Norfolk Terrier, e será muito prazeroso dividir aqui nossas experiências.

Ver artigos de Li Kuvasz