Adestramento
janeiro 4, 2014 postado por Ricardo Tamborini


Coprofagia – Seu cachorro come cocô? Saiba como evitar!

Dicas por Ricardo Tamborini  – Seu cão come cocô? Saiba como evitar este comportamento!

Você sabe o que é Coprofagia?

Os cães são gulosos e comem absolutamente qualquer coisa que encontram pelo caminho, e em alguns casos isso inclui suas próprias fezes ou de outros animais.

É nojento concordo, mas é muito mais comum do que você pensa e infelizmente alguns cães carregam esse mau hábito de seus ancestrais (os lobos selvagens) que comiam as fezes dos humanos e de outros animais como forma de subsistência, pois na natureza nada se desperdiça.

Isso é comum o suficiente para ter um nome médico: Coprofagia do grego kopros (estrume) fagos (aquele que come). Esse pode ser um assunto bem desagradável, mas você tem que saber que a coprofagia em alguns casos é natural e normal. Filhotes de cães recém-nascidos por exemplo, ainda não sabem evacuar sozinhos, então a mãe lambe os filhotes para estimular e eliminação de urina, cocô e para fazer a higiene.

Em outras circunstâncias, por instinto natural, alguns cachorros costumam tentar evitar que todos os nutrientes eliminados no cocô de outro animal seja desperdiçado. Os gatos por exemplo, precisam de uma dieta muito mais rica em gordura do que os cães. Isso significa muito mais gordura em seu cocô, e qualquer um que tenha cães e gatos juntos podem confirmar o que estou dizendo aqui, é muito comum que seu cachorro adore fuçar a caixa dos gatos à procura dessa sobra de nutrientes em suas fezes.

Coprofagia - Comer fezes

Coprofagia – Saiba como evitar que seu cachorro desenvolva este habito.

Coprofagia – Faz mal para meu cachorro comer cocô?

A coisa começa a mudar quando cães adultos comem seu próprio cocô. Quando um cachorro adulto está comendo suas própria fezes, ele pode estar nos dando sinal de que sente solidão ou tédio, ou, talvez para o cachorro comer cocô possa ser uma brincadeira e ele esteja desenvolvendo um hábito de coprofagia como forma de entretenimento. Outros cachorros podem ter adquirido o hábito de ingerir suas próprias fezes por terem vindo de canis ou lojas que vendem animais e pelo fato deses ambientes serem absolutamente limpos, estes cães acabam comento seu próprio cocô no intuito de manter seu espaço limpo, afinal, cães são animais que não gostam de conviver no mesmo lugar onde fazem suas necessidades e por isso, um dos fatores da coprofagia também pode ser o confinamento a um lugar restrito. Apesar de que, por erros de adestramento, as vezes os cachorros podem associar a presença de cocô com a punição e as comem para evitar broncas. A coprofagia também pode ser um comportamento que tenha sido copiado de outros cachorros, ou se por exemplo, seu cão tenha recebido uma bronca por deixar seu cocô pela casa, a coprofagia também poderá aflorar com a intenção de eliminar evidências. A coprofagia também pode ser uma atitude tomada por um cão que deseja chamar a atenção.

É interessante questionar-se sobre todas as possibilidades para tentar compreender o que está motivando seu cão a comer cocô.

  • Será que meu cachorro está sendo estimulado o suficiente?
  • Estou brincando com ele o tempo necessário para sua idade?
  • Meu cachorro passeia o tempo necessário para seu porte e idade?
  • Estou oferecendo ao meu cachorro uma ração de qualidade?

 

Tenha em mente que você deve tentar evitar ao máximo que seu cachorro coma cocô, sempre com muito carinho e reforço positivo, cães que não são estimulados com reforço positivo, seja ele carinho ou qualquer outra forma de recompensar, não respondem tão bem ao adestramento e especificamente neste caso, broncas podem causar um estrago ainda maior ao comportamento de seu cão.

Embora seja bem constrangedor ter um cão que come cocô, a coprofagia não representa inicialmente um risco para o cachorro, a não ser no caso da presença de ovos de parasitas.

Se o seu cão estiver sendo alimentado com uma ração que tenha um baixo grau de gordura e proteína, talvez ingerir cocô tenha para ele uma sensação parecida com a que temos ao comer fora. Um tipo de “variação de cardápio”, digamos assim. Afinal, apesar de diversos nutrientes serem absorvidos pelo organismo, cães podem sentir atração por cocô de outros animais, como gatos por exemplo, como já comentei anteriormente. Por isso em alguns casos, mudar a ração de seu cão por um alimento de maior qualidade, possa ser eficaz para evitar a coprofagia.

Converse sempre com o seu veterinário sobre tudo que acontece na rotina de seu cão, existem também produtos que seu veterinário pode recomendar para adicionar à ração do cachorro, que podem ajudar a dissuadir o seu cão a comer cocô. Às vezes simples mudanças como estas ajudam a evitar a coprofagia, às vezes não.

A única maneira de ter certeza de que ele não irá ingerir cocô, é supervisionar o cão durante todo o tempo de passeio, para remover o cocô imediatamente. Você tem que estar alerta para redirecionar o foco de seu cachorro para outras atividades. A limpeza do cocô é realmente muito importante para evitar a coprofagia, por isso você precisa de muita disciplina para ajudar a adestrar seu amigão. Se você mora em casa, lembre-se de percorrer ao redor de todo o seu quintal para certificar-se de que você não deixou nenhum vestígio de cocô. Também é importante certificar-se que seu cão tenha todas as vacinas em dia e esteja sendo vermifugado regularmente.

Seu cachorro come fezes? - Saiba como evitar!

Seu cachorro come fezes? – Saiba como evitar!

Coprofagia – Como evitar que o cachorro mantenha o hábito de ingerir cocô?

  • Você pode quebrar o hábito reduzindo a solidão e o tédio do cachorro, dando a ele mais atenção, exercícios e alternando seus brinquedos.
  • Outra dica é dar comida mais de uma vez ao dia, de maneira que ele não fique com a barriguinha vazia
  • Previna: recolha o cocô imediatamente ou use uma focinheira quando for com o seu cão em locais públicos.
  • Caso você tenha gatos, coloque a caixa dos gatos em locais onde ele não consiga alcançar a sujeira deles.

 

Coprofagia – O problema pode estar relacionado com a saúde, talvez seu veterinário possa te ajudar!

  • Logo que você constatar esse comportamento, leve seu cão para uma consulta com o veterinário, pois pode haver uma causa física para a coprofagia.
  • Ele pode estar com a barriga cheia de vermes ou outros parasitas que podem roubar vitaminas e nutrientes vitais ao organismo do seu amigão, fazendo com que ele coma qualquer coisa na intenção de assimilar mais nutrientes.
  • Adicione levedura de cerveja em sua comida para aumentar o consumo das vitaminas B.
  • Abóbora ou cenoura crua acrescentam fibras à dieta e ajudam a dar saciedade.
  • Em alguns casos, o problema pode ser resolvido simplesmente trocando a ração por uma com maior quantidade de gordura, fibra ou proteína.
  • Seu veterinário pode recomendar uma marca de ração mais apropriada às necessidades nutricionais do seu cachorro.

 

Coprofagia – Dar legumes e vegetais para o cachorro podem dissuadi-lo a comer cocô?

Uma das recomendações mais indicadas na internet para coprofagia é alimentar seu cão com alguns grupos de vegetais específicos. Entre eles estão o repolho, o brócolis, couve, couve de bruxelas, couve-rabano, couve-flor, couve chinesa, nabos e folhas de nabo. Existem ainda muitos outros legumes e vegetais indicados para introduzir na alimentação de seu cachorro, que tem o propósito de fazer com que ele perca o interesse em comer cocô. Mas em que fundamento se baseiam os artigos que propõe estes alimentos? E o mais importante, a administração desta dieta funciona para que seu cachorro pare de comer cocô?

Para compreendermos mais a fundo, pesquisei a maioria dos vegetais recomendados e o que pude compreender é eles são vegetais que concentram alto teor de enxofre, portanto o que acontece com estes alimentos quando são digeridos é que o cheiro das plantas depois de processados pelo organismo torna-se repulsivo para os cachorros, fazendo com que eles não desejem comer seu cocô. Agora isso será realmente um motivo que impediria seu cachorro de comer suas fezes?

Pensando um pouco sobre isso eu diria que alguns destes alimentos são ricos em sulforafano que pertence a um grupo de fitoquímicos, isto é, componentes de vegetais que combatem doenças. O sulforafano é produzido em plantas vegetais crucíferas como é o caso dos vegetais que citei acima. Portanto, o que pude perceber é que as propriedades contidas nestes alimentos pode sim, favorecer alguns cachorros que possam estar apresentando algum problema de saúde específico. Mas se o cheiro de seu cocô se torna ou não repulsivo para o cão, não sei se é possível afirmar, no entanto, as propriedades medicinais destes vegetais são realmente interessantes e eu acredito que vale a pena a tentativa!

Coprofagia – Dar remédios para meu cachorro pode fazer com que ele pare de comer cocô?

Existem alguns medicamentos disponíveis para venda que prometem fazer com que seu cachorro fique livre da coprofagia. Eu particularmente continuo acreditando que o adestramento e o acompanhamento de perto são os métodos mais eficazes de impedir a ingestão de cocô pelo seu cão. Muitas vezes as pessoas buscam em remédios um recurso mais imediato para não ter trabalho, e além de não funcionar, pois trata-se de um problema de comportamento, motivado por talvez uma ou mais circunstâncias, podem talvez até, prejudicar ainda mais seu cachorro.

Lembre-se que a administração de medicamentos deve sempre ter indicação veterinária específica para o caso de seu cão.

Espero ter ajudado.

Ricardo Tamborini – Adestrador e Especialista em Comportamento Canino

Saiba + Sobre Comportamento Canino – Como evitar a Coprofagia

Ricardo Tamborini especialista em comportamento canino

Fan Page Ricardo Tamborini Adestrador

 

Saiba + Sobre Coprofagia

Cachorro pode comer isso?

Comer Fezes – Texto em inglês

Veja + Sobre coprofagia aqui no Blog do Cachorro

Por que cachorros comem fezes

Veja + Sobre os Cachorros

Tudo Sobre Comportamento Canino

Porte do cachorro – De que tamanho meu cachorro vai ficar?

10 Coisas que você não sabia sobre o seu cachorro

Coleira – Como passear de coleira com o seu cachorro

Ensinado o cachorro o comando ‘fica’ – Comados básicos – Parte 5

Por que cachorros comem terra?

Por que cachorros comem grama?

Calor – Cuidados com os cachorros no verão

Cachorro pode comer chocolate?

Pão – Cachorro pode comer pão?

Necessidades no lugar certo – Como ensinar meu cachorro?

Buscar e devolver a bolinha – Ensine o seu peludo!

Ensinando o cachorro a sentar – Comandos básicos – Parte 1

Leptospirose canina – Entenda melhor a leptospirose

Guia de Raças

Veja também no Blog do Cachorro:


Comentários

Colunista

Ricardo Tamborini – Adestrador e Especialista em Comportamento Canino

Ver artigos de Ricardo Tamborini