Cuidados
janeiro 2, 2013 postado por Blog do Cachorro


Como acabar com carrapatos?

Como acabar com carrapatos?

Quando nosso cachorro pega carrapatos, não é apenas a tranquilidade de seu animal de estimação que deve ser considerada. Obviamente, a coceira é algo terrível para seu cão, mas é importante saber que os carrapatos podem trazer inúmeros problemas de saúde para seu pet e sua família. Por isso é muito importante acabar com os carrapatos o mais rápido possível, a fim de evitar que o problema se agrave. Em geral, é muito difícil acabar com carrapatos em casa, no cachorro e no ambiente. Se você tem cachorros filhotes a atenção aos carrapatos deve ser redobrada, pois filhotes são ainda mais sensíveis e suscetíveis a desenvolver doenças, como a doença do carrapato. Já falamos sobre doença do carrapato aqui no Blog do Cachorro se você quiser saber mais sobre este assunto acesse: Doença do Carrapato

Como acabar com carrapatos

Como acabar com carrapatos

O carrapato é um ácaro parasita que suga o sangue do cachorro ao aderir na pele, ele varia entre meio centímetro a um centímetro de diâmetro. Tem uma cor cinza escuro amarronzada, e parece com uma lentilha com pequenas pernas de cada lado.

Para descrever de uma forma menos resumida, os carrapatos são animais artrópodes e vivem sob o corpo de algum hospedeiro, que podem variar entre animais de estimação, animais silvestres e pessoas. Os carrapatos são animais hematófagos ou seja, se alimentam com o sangue de seus hospedeiros, por isso, atuam como vetores de agentes patogênicos, como protozoários, bactérias e vírus, etc. O tamanho do carrapato varia bastante. Podemos encontrar carrapatos de vários tipos. Os muito pequenininhos, também chamados de micuins, carrapatos maiores, carrapatos com e sem escudo ou carapaça e carrapatos ingurgitados (carrapatos cheios de sangue).

É fácil reconhecer um carrapato adulto, já que eles não saltam como fazem as pulgas, por isso a maneira mais eficaz de ter certeza de que seu cão está com carrapatos é fazer uma vistoria na pelagem de seu peludo de forma regular. Já falamos a respeito da importância de fazer anamnese regular em seu cão, para poder detectar previamente sinais de doenças. Se você tiver interesse em saber mais sobre este assunto acesse: Aprenda detectar sinas de doença no seu cão fazendo anamnese

É comum que os carrapatos se escondam em locais no corpo dos cães em que eles sintam-se mais protegidos.

Locais mais comuns em que você encontrará carrapatos em seu cachorro:

  •  entre os dedos,
  •  nas virilhas,
  •  nas partes internas e a dobrinhas das orelhas,
  •  nas dobrinhas externas dos genitais.

 

No entanto, não existe uma regra para isso, os carrapatos podem ficar em todo o corpo de seu mascote e os cães de pelagem longa, tendem a sofrer mais em caso de uma infestação de carrapatos, pois é muito mais fácil para o carrapato se alojar na pele destes cachorros sem ser notado pelo proprietário e consequentemente é muito mais difícil para nós, localizá-los na pele dos cães, principalmente os de pelagem mais escura.

Quando o carrapato ainda está em estado larval, ele é mais difícil de ser localizado na pele dos cães já que seu tamanho é muito pequeno.

 

Veja + como acabar com carrapatos aqui no Blog do Cachorro

  • Seja sempre muito cuidados ao manipular produtos químicos na pele de seu cachorro e no ambiente em que ele fica.
  • Consulte sempre um veterinário antes de utilizar qualquer tipo de tratamento em seu cãozinho.

 

Doença do Carrapato – Erliquiose e Babesiose

Conhecida como doença do carrapato, a erliquiose e a babesiose são doenças transmitidas pelo carrapato, o carrapato pica um animal doente e depois pica um animal sadio, transmitindo assim estas…

10 Maneiras de manter seu cachorro sem carrapatos

Como evitar que meu cachorro pegue carrapatos? 10 dicas de como manter seu cachorro protegido e livre de carrapatos…

Como tirar carrapatos do cachorro?

Como faço para tirar os carrapatos do cachorro? Veja aqui algumas dicas eficazes de como tirar carrapato do cachorro. Tirar carrapatos do cachorro …

 

Vacina contra doença do carrapato

Vacina contra doença do carrapato

Foi descoberta de maneira acidental uma vacina a muitos anos aguardada por todos que possuem cachorros em suas casas…

 

Como acabar com carrapatos? - Carrapatos em humanos

Os carrapatos não são preocupantes apenas para os animais de estimação, carrapatos também podem picar as pessoas. As crianças pequenas, assim como nossos pets devem ser protegidas, principalmente no caso de famílias que vivem em locais menos urbanizados, onde existem árvores e vegetação.

Para você entender melhor como acabar com carrapatos no cachorro, é importante que você compreenda que os carrapatos não voam, não pulam como as pulgas e não são disseminados no ambiente através do vento. Ou seja, caso você tenha visto algum animal com estas características, não é um carrapato. Carrapatos são lentos e considerando seu tamanho, podemos dizer que são pesados. Carrapatos são pequenos parasitas que se movimentam lentamente em busca de um hospedeiro. Como a grande maioria das espécies o objetivo do carrapato é basicamente reproduzir a fim de certificar a continuidade de sua espécie. Para isso eles necessitam se alimentar de seu hospedeiro e as doenças que podem disseminar para os animais e as pessoas é um efeito colateral desta necessidade de garantir a sobrevivência de sua espécie.

Como acabar com carrapatos?  – Doença do Carrapato

Carrapatos não necessitam se alimentar com grande frequência, no entanto, quando se alimentam, podem acabar contraindo doenças de um determinado hospedeiro e em um momento futuro em que este carrapato se alimentar novamente em outro hospedeiro acabará disseminando a doença. Carrapatos possuem órgãos sensoriais complexos e podem conter quantidades vestigiais de gases, tais como dióxido de carbono retirado de animais de sangue quente como cachorros, gatos e pessoas. Os carrapatos podem sentir a presença de um possível hospedeiro de um certa distância e é capaz de escolher o melhor caminho para fazer uma emboscada, já que ele tem a capacidade de identificar sua presa através dos sentidos. As principais doenças transmitidas dos carrapatos para os cachorros são a Babesiose e a Erliquiose Canina. Já falamos aqui a respeito das doenças do carrapato, se quiser ler mais sobre este assunto, acesse: Doenças do Carrapato.

Como acabar com carrapatos? - Quais tipos de carrapatos atacam os cachorros?

Para sabermos quais os tipos de doenças são transmitidos pelos carrapatos é importante saber identificar qual o tipo de carrapato que atacou seu pet, a fim de informar o veterinário para que ele inicie o tratamento adequado.

Embora haja uma centena de espécies de carrapatos, podemos dizer que existem relativamente poucos carrapatos que interagem com pessoas e animais domésticos, causando doenças. Enquanto a maioria dos carrapatos limitam seus hospedeiros, outros são oportunistas e se alimentam de quase qualquer ser vivo acessível. Um carrapato, que se alimenta de um grupo seleto de hospedeiros, irá transportar agentes infecciosos entre indivíduos deste grupo. No entanto, quando um carrapato não é seletivo, ele pode transmitir doenças de um grupo de hospedeiros para outro. São exatamente os carrapatos não seletivos que representam uma maior ameaça de contaminação para as pessoas e os animais.

Os carrapatos geralmente não nascem contaminados, eles adquirem doenças depois de se alimentarem algumas vezes de diferentes presas, onde alguma delas esteja contaminada. consequentemente  irá a partir deste momento, transmitir a doença a outros animais e pessoas durante o processo de alimentação. Quando o carrapato transmite uma doença de um hospedeiro animal e esta mesma doença pode ser transmitida para um ser humano esta doença é chamada de zoonose. Exemplos destas doenças são a Doença de Lyme, Babesiose, Tularemia e  Erliquiose.

Os carrapatos têm ciclos de vida que envolvem três fases distintas de desenvolvimento:

 

  • larval (infantil),
 

  • ninfa (imaturos),
 

  • adulto (maduro).

Ciclo Reprodutivo do Carrapato

Ciclo Reprodutivo do Carrapato

Basicamente os tipos de carrapatos podem ser divididos em dois grupos familiares:

  • Ixodidae (carrapatos duros), 
  • Argasidae.

 

  • Carrapatos Ixodidae (carrapatos duros)

Os carrapatos mais conhecidos por servirem de vetor para disseminar doenças são o grupo Ixodes. O grupo é composto por muitos carrapatos de corpo endurecido que se alimentam exclusivamente de sangue mas os mais preocupantes são Carrapato Ixodes Scapolarius, Carrapato Ixodes Pacificus, Carrapato Ixodes Amini, e Carrapato Ixodes Ricionoiuse.

Até mesmo os especialistas têm dificuldade em distinguir os carrapatos do tipo Ixodidae se baseando apenas em suas características físicas. Em geral a identificação dos carrapatos é feita com base no lugar onde vivem. Quando o carrapato alimenta-se de sangue, seu corpo muda de tamanho e cor e a mudança é tão impressionante que o carrapato fica irreconhecível se comparada com sua aparência anterior.

Observe na imagem abaixo um carrapato estrela antes e depois do ingurgitamento.

carrapato ixodidae fêmea antes e depois do ingurgitamento

Carrapato Ixodidae fêmea antes e depois do ingurgitamento

Além das diferenças físicas de cada espécie de carrapato, cada tipo de carrapato apresenta uma característica que pode distingui-los, trata-se de um escudo dorsal quitinoso que confere ao carrapato o título de “Carrapato duro” no entanto, em fêmeas, larvas e ninfas, este escudo, cobre apenas a frente do corpo destes carrapatos, para que haja possibilidade de que ocorra uma dilatação abdominal após a alimentação. O escudo é parte fundamental para identificação do carrapato.

Se você observar imagens de carrapatos em fazes diferentes de alimentação, conseguirá perceber que o escudo permanece com o tamanho inalterado em relação às peças bucais. A única diferença que você poderá perceber é que o escudo gira para a frente em relação aos aparelhos bucais quando o carrapato se alimenta e por consequência altera o tamanho de seu corpo. As fêmeas se alimentam muito mais do que os machos.

carrapato macho carrapato femea

 

Quando um especialista observa as características do escudo dorsal de um carrapato, ele consegue saber se trata-se de um macho ou uma fêmea, esta informação somada ao local onde ele foi capturado é provável que el consiga identificar o carrapato com uma certeza razoável.

As espécies de carrapatos mais perigosas para os animais são:

 

  • Carrapato Rhipicephalus microplus
 

  • Carrapato Rhipicephalus sanguineus
 

  • Amblyomma cajennense

 

  • Carrapato Rhipicephalus microplus

O Carrapato-de-boi também conhecido como carrapato Boophilus microplus é um carrapato da família Ixodidae, muito comum no Brasil e em toda a América Latina. O macho apresenta um par de placas de pontas agudas no ânus, sendo associado à disseminação de diversas e importantes doenças causadas por protozoários e parazitas no gado bovino.

O Boophilus microplus um ectoparasita muto prolífero nos rebanhos bovinos, podendo ser localizado praticamente em qualquer região tropical ou subtropical, populando regiões que se dedicam à pecuária na América, África, Ásia e Austrália. Este carrapato é responsável por problemas como a queda na produção de leite e carne, a mortalidade, a redução da natalidade, etc e pecuaristas gastam muito dinheiro para controlar estes parasitas.A principal forma utilizada para acabar com o carrapato-de-boi é utilizando carrapaticidas, mas métodos como a seleção de raças menos sensíveis ao carrapato, cultivo de pastagens que dificultam a sobrevivência das fases de vida livre, ação de predadores naturais, manejo do rebanho e rotação de pastagens também são utilizadas a fim de suprimir a proliferação do carrapato-do-boi.

  • Carrapato Rhipicephalus sanguineus

O Rhipicephalus sanguineus, também é um carrapato da família Ixodidae, este carrapato é um dos mais encontrados nos cachorros, apesar de ser encontrado parasitando outros espécimes de animais de estimação e animais silvestres. O nome popular do carrapato Rhipicephalus sanguineus é carrapato-vermelho-do-cão. A grande diferença do carrapato-vermelho-do-cão, é que ao contrário da grande maioria dos carrapatos, quando ele deixa o hospedeiro, procura por locais altos, próximo as caminhas dos animais ou outros locais onde eles gostem de ficar. Esta característica do carrapato vermelho é conhecida como geotropismo negativo. Outra distinção do carrapato vermelho é que os machos possuem o escudo não ornamentado. As fêmeas do carrapato vermelho podem colocar aproximadamente 3000 ovos em um dia. Este tipo de carrapatos completam o o ciclo utilizando 3 hospedeiros, todas as mudas são realizadas fora dos hospedeiros. As larvas podem sobreviver até 8 meses em caso de escassez de alimento, as ninfas 6 meses e carrapatos adultos podem sobreviver até 19 meses sem se alimentar.

O carrapato-vermelho-do-cão é um dos maiores responsáveis pelas infestações em residências que tem mais de um animal de estimação, podendo levar os animais a desenvolverem desde irritações até anemia por ação espoliadora. O carrapato-vermelho-do-cão como todos os carrapatos pode picar qualquer parte do corpo do cachorro, no entanto é mais comum que este tipo de carrapato prefira buscar alojamento nos membros anteriores e nas orelhas.

O carrapato-vermelho-do-cão é considerado o principal transmissor da Babesiose Canina e da Erliquiose Canina a “doença do carrapato” a transmissão desta doença pode ser transovariana, isso significa que ovos e larvas já passam a estar infectados, o carrapato vermelho do cão também pode transmitir outros tipos de vírus e bactérias. Quando se alimenta de sangue de pessoas este carrapato pode ocasionar dermatites.

  • Carrapato Amblyomma cajennense

O Amblyomma cajennense é uma mais uma espécie de carrapato da família Ixodidae, também conhecido como carrapato estrela e carrapato do cavalo. Os carrapatos estrela são muito comuns em regiões de sítios e chácaras e apesar de hospedarem preferivelmente cavalos e bovinos, parasitam animais de estimação e animais silvestres. O carrapato estrela, em sua fase adulta, também é conhecido no Brasil por alguns nomes populares:

 

Nomes Populares do Carrapato estrela

  •  carrapato micuim,
  •  carrapato rodolego,
  •  carrapato rodoleiro,
  •  carrapato pólvora,
  •  carrapato-fogo, 
  •  carrapato meio-chumbo,
  •  carrapato picaço,
  •  carrapatinho em suas fases de larva e ninfa.

 

O carrapato estrela é uma espécie muito endêmica no Brasil se tornando vector de doenças como a babesiose equina e a febre maculosa. A febre maculosa é uma zoonose, já falamos aqui no Blog do Cachorro a respeito de zoonoses que são doenças transmitidas dos animais para as pessoas e vice e versa. Caso haja interesse em saber mais sobre zoonoses acesse: Podemos pegar doenças dos cachorros?  Apesar de não serem regulares as infestações do carrapato estrela, em geral, localizam-se em regiões de sombra ou em lugares em que os hospedeiros costumam passar.

Como já falamos anteriormente, o carrapato estrela é o principal vetor de transmissão da babesiose equina, que se da através da contaminação pelos protozoários Babesia equi e Babesia caballi, e da febre maculosa, que é causada pela bactéria Rickettsia rickettsii. A única maneira de transmitir febre maculosa para um animal ou uma pessoa é que o carrapato contaminado pela bactéria Rickettsia rickettsii fique alojado na pele por pelo menos 6 horas, por isso é mais natural que este tipo de transmissão seja feita através de um carrapato em estagio de larva ou ninfa, já que uma picada de carrapato adulto seria muito mais fácil de ser detectada.

A fêmea do carrapato estrela coloca cerca de 4000 ovos no solo e os ovos nascem após algo entre 60 a 70 dias de incubação.Quando encontra um hospedeiro, a larva se alimenta durante 5 dias, depois volta ao solo e realiza a primeira muda, tornando-se ninfa (neste estádio, o carrapato passa a ter 4 pares de pernas). Após a muda, pode ficar no ambiente sem necessidade de um hospedeiro por até 1 ano. Quando o carrapato estrela novamente se fixa em um hospedeiro, irá se alimentar novamente por um período de 5 a 7 dias. Depois, novamente voltará para o solo e realiza uma nova muda, tornando-se adulto. Apenas neste momento o carrapato pode ser diferenciando entre macho e fêmea. O carrapato estrela adulto consegue ficar sem alimento por até 24 meses. O acasalamento irá acontecer quando o carrapato voltar para um novo hospedeiro. Quando se desprende do animal, a fêmea ingurgitada, retorna para o solo para realizar a postura dos ovos.

  • Carrapatos Argasidae (carrapatos moles)

Os carrapatos Argasídeos não tem escudo quitinoso como os carrapatos Ixodidae e também são conhecidos como “carrapatos moles”. Como eles não têm este escudo a diferenciação entre machos e fêmeas é mais difícil de ser notada. Estes carrapatos também são vetores de transmissão de doenças. Os carrapatos Argasidae escondem-se nas fendas de paredes e pisos, podem ser localizados em estábulos, galinheiros, e residências em frestas e cantos onde conseguem se esconder. Como muitos carrapatos ixodidae o ciclo de vida pode ser bastante longo, chegando até a 5 anos no ambiente sem a necessidade de se alimentar de um hospedeiro.

Os carrapatos mais importantes desta espécie são: Carrapato Argas sp, Carrapato Ornithodorus sp e Carrapato Otobius sp, estes carrapatos parasitam desde ruminantes, equinos, suínos, cachorros, gatos e outros animais domésticos até o homem.

A diferença básica do ciclo reprodutivo entre as espécies de carrapato ixodidae e argasidae é que após a ovoposição as fêmeas do carrapato ixodidae morrem depois de colocar seus ovos, enquanto a fêmeas do carrapato evolutivo deste parasita se passa da seguinte maneira: após a fêmea se alimentar, ela deposita seus ovos próximo ao solo, sendo que quando acaba o período de ovoposição as fêmeas ixodidaes morrem, enquanto que as fêmeas do carrapato argasidae não. Outra diferença entre estes tipos de carrapatos é que algumas espécies de carrapato argasidae podem realizar todas as mudas em um único hospedeiro.

Para acabar com carrapatos argasidae e ixodidae, você ira utilizar basicamente as mesmas formas de erradicação para controlar ambas as populações deste acaro.

Caso o carrapato que tenha picado seu cachorro estiver em uma região endêmica e conhecida por ter carrapatos vetores de doenças transmitidas por carrapatos e principalmente se o espécime for reconhecido como um exemplar da espécie de carrapato que carregar e transmite essa doença, você deve considerar que a possibilidade de infecção existe.

Ok, tudo isso é muito interessante, mas o que você deve estar se perguntando é:

Como acabar com carrapatos?

IMPORTANTE :

Se você suspeitar que a picada do carrapato pode resultar na transmissão de alguma doença é importante preservar o carrapato em boas condições para descobrir se o carrapato pode ser portador de alguma doença. Sem o carrapatos pode ser mais difícil a obtenção de tratamento.Para preservar o carrapato utilize um pedaço de papel toalha umedecido, envolva o carrapato na toalha, sele em um papel filme e guarde na geladeira. Na verdade a melhor maneira de prevenir qualquer tipo de doença do carrapato é evitar que seu cachorro, outro animal de estimação, ou mesmo pessoas sejam mordidos.
 

Como posso acabar definitivamente com os carrapatos? - Como acabar com carrapatos

Já falamos aqui no blog sobre 10 maneiras de manter seu cachorro livre de carrapatos, veja o link do artigo: 10 Maneiras de manter seu cachorro sem carrapatos

Maneiras de se acabar com carrapatos

Como acabar com carrapatos no quintal - Como acabar com carrapatos

Como acabar com carrapatos no ambiente externo – A forma mais difícil e trabalhosa de acabar com os carrapatos é de fato no quintal de sua casa. Na verdade, quanto maior for a área de sua residencia mais difícil será fazer o controle do carrapato. A pulverização do ambiente é sem dúvida a maneira mais eficaz para combater os carrapatos da região externa de sua casa. As opções disponíveis mais utilizadas são de produtos químicos a base de Permetrina, Deltametrina ou Amitraz. Você também pode contratar uma dedetizadora, mas em geral existe uma necessidade de repetir sistematicamente a aplicação e isso encarece o tratamento. As dedetizadoras utilizam um produto a base de Fipronil. O Fipronil é um inseticida de amplo espectro que danifica o sistema nervoso central do inseto ao bloquear a passagem de íons de cloro através dos receptores GABA e dos canais de glutamato-cloro, componentes do sistema nervoso central. Infelizmente existem varias normas restritivas para a venda no varejo deste produto, devido a diversos fatores que variam desde patente até um grande perigo ecológico devido a sua capacidade de atingir não apenas os carrapatos e pulgas, mas qualquer tipo de inseto, incluindo insetos importantes como as abelhas que já se encontram em risco de extinção.

De fato, entre os inseticidas, tanto para ambiente externo quanto para aplicação em cachorros o que oferece o melhor resposta para exterminar os carrapatos é o Fipronil.

Como acabar com carrapatos no ambiente interno - Como acabar com carrapatos

Como acabar com carrapatos dentro de casa – Dentro de sua casa também é difícil acabar rapidamente com os carrapatos, no entanto, como o ambiente interno é restrito a higienização regular, aliada a utilização de alguns produtos químicos irá fazer com que você consiga acabar com os carrapatos dentro de casa. Como já falei anteriormente, assim como você faz para acabar com os carrapatos em ambiente externo, dentro de casa você também poderá utilizar inseticidas de produtos químicos a base de Permetrina, Deltametrina ou Amitraz, sendo que o Fipronil também será o mais eficaz. Além disso, também poderá optar por talcos carrapaticidas a base de vários tipos diferentes de produtos químicos. Esta pode ser uma forma econômica de combater carrapatos, mas eu não recomendo aplicar, se seu animalzinho necessita permanecer no ambiente, pois é muito mais fácil seu cachorro se intoxicar com este tipo de produto. Quando um cachorro tem intoxicação por venenos deste tipo ele necessita de tratamento veterinário de suporte imediato para reduzir os sintomas, e em geral não existe antídoto.

Como acabar com carrapatos em cachorros filhotes – Como acabar com carrapatos

Para acabar com os carrapatos em cachorros filhotes você necessita ser extremamente cauteloso, pois eles são muito mais sensíveis do que os animais adultos e podem se intoxicar muito mais facilmente. A primeira coisa é fazer uma checagem no pelo do cachorro e retirar manualmente os carrapatos procurando não deixar parte do carrapato na pele do animal. Você pode dar banho e passar Óleo de Nim com um algodão regularmente. Aqui em casa fiz isso em duas filhotinhas de gatas com 35 dias por uma semana e elas tinham pulgas e carrapatos. O resultado demora um pouco para ser notado, mas se você persistir no tratamento ele será incrivelmente efetivo. A maneira mais tradicional de acabar com carrapatos em filhotes de cachorro é utilizar um produto disponível nos pet shops, que inclusive, possui uma versão que é associada ao Óleo de Nim.

Este produto que estou falando é feito base de Fipronil, o nome do produto é Frontline e está disponível em pipetas e Spray. A empresa alega que a utilização pode ser feita sem riscos, e pode ser aplicado tanto em fêmeas prenhas quanto em filhotes recém nascidos com segurança. Já existem outros produtos a base de Fipronil em Spray e pipetas para aplicar na nuca dos cães adultos e filhotinhos. Se você perguntar qual a minha opinião sobre o assunto, sugeriria que você utilizasse primeiramente apenas o Óleo de Nim e aguardasse duas a 3 semana para observar o resultado, antes de utilizar o produto a base de Fipronil em um filhotinho de cachorro. Pesquisando na Internet a respeito dos efeitos colaterais do Frontline em animais de estimação, encontrei algumas opiniões controversas sobre a certeza de que o produto não cause algum tipo de dano futuro em seu pet, portanto é melhor não arriscar. Encontri relatos de que a grande maioria dos venenos tópicos que alegam não causar prejuízos aos nossos cães, na verdade podem sim, causar danos sérios a sua saúde que variam desde alergias até convulsões. O produto ainda aumenta o risco do surgimento de tumores no futuro, caso o animal utilize o medicamento com regularidade.

Como acabar com carrapatos com remédios caseiros - Como acabar com carrapatos

Como acabar com carrapatos

Como acabar com carrapatos

Existe na internet uma receita de “Frontline caseiro” que se diz eficaz para combater tanto pulgas quanto carrapatos, vou passar aqui a receita:

Como acabar com carrapatos – Ingredientes do “Frontline caseiro”:

  • 1 litro de álcool de cereais
  • 30g de cânfora
  • 1 pacotinho de cravo da índia (100g)
  • 1 copo de vinagre branco

 

Como acabar com carrapatos – Modo de preparo do “Frontline caseiro”:

Misture todos os ingredientes e mantenha em infusão até dissolver a cânfora. Coloque em um borrifador de plantas e pulverize sob a pelagem dos cachorros depois de fazer a higienização do ambiente.

Outra informação que encontrei é que você pode pulverizar esta solução em seu cachorro ou outro pet, antes de dar banho e depois de pulverizar, deve enrolá-lo em uma toalha e com isso as pulgas e os carrapatos irão cair mortos na toalha, depois é só dar banho.

Álcool de cereais é absolutamente difícil de encontrar aqui no Brasil nos dias de hoje, além disso o custo para quem tem mais de um animal de estimação ou cães de grande porte é proibitivo. Também não acho que esta seja uma forma muito boa para acabar com carrapatos de forma natural em seu cachorro. Já fiz aqui em casa e de fato esta mistura causa algum desconforto nas pulgas e nos carrapatos, mas daí a dizer que funciona? Eu bem que queria muito, tanto que fiz a tentativa, mas fracassou. O pior é que deixou meus cachorros desesperados correndo de um lado para outro e se esfregando no chão de tanto desespero. Para mim foi puro arrependimento.

Uma coisa que fiz aqui em casa que pode realmente oferecer algum resultado positivo é utilizar sal de cozinha na limpeza dos locais onde seu cachorro e outros animais de estimação ficam, para acabar com os carrapatos sem utilizar produtos que possam ser prejudiciais para sua saúde, mas a eficácia é mais preventiva do que profilática, apesar de ser valida.

Como acabar com carrapatos de forma natural - Óleo de Neem (Nim) para carrapatos

Óleo de Nim para carrapatos - Como você já deve ter notado a minha sugestão natural para acabar com carrapatos é através da aplicação de Óleo de Neem sob a pelagem de seu cachorro,  associando a pulverização de Óleo de Nim no ambiente. Aqui em casa de fato depois que descobrimos os benefícios para as plantinhas e para os animais, não utilizamos outro produto!

Moramos em uma pequena chácara e tenho 6 peludos que vivem soltos no jardim. Na nossa rua, passam cavalos e outros cachorros o tempo todo e meus vizinhos também têm muitos cães. Sofremos por aproximadamente um ano de infestação de pulgas e carrapatos e chegamos de fato ao desespero. Tentamos de tudo que você possa imaginar! Banhos quinzenais ajudavam bastante, mas nada exterminava estes parasitas. Ofereci alho regularmente para eles, obviamente que na proporção adequada para meus cães que são de grande porte, utilizamos todos os tipos de venenos possíveis disponíveis, chegamos até a pulverizar a casa com Fipronil que também ajudou, mas NADA resolvia. Foi quando conhecemos o Óleo de Nim. A princípio duvidei bastante que um produto natural tivesse a capacidade de exterminar os carrapatos e pulgas do jardim, já que havíamos tentado incessantemente tudo! De qualquer maneira não custava tentar! Associamos com banho, vassoura de fogo nas áreas externas, canis e outros locais onde os cães ficam. Durante os primeiros dias nada havia mudado e honestamente quase desisti do tratamento. Ainda bem que insistimos! Na segunda semana os cães já estavam com menos alergias e quase não se coçavam mais. Na terceira semana não havia nem vestígios de pulgas ou carrapatos em casa! Além do preço ser muito menos proibitivo. Devido as proporções do ambiente externo daqui de casa, podemos aplicar sem medo, tanto dentro quanto fora de casa, pois não faz mal para meus bichinhos, o que é fantástico! Você só precisa insistir um pouco que pode acreditar, funciona! Outra coisa bacana que descobri na Internet é que se você mantiver seu peludo com uma aplicação preventiva regular de Óleo de Neem na pelagem, estará protegendo seu cachorro contra picadas de insetos que são vetores de doenças como dirofilariose (verme do coração) e a Leishmaniose Visceral Canina. Já falamos a respeito da Leishmaniose aqui no Blog do Cachorro, caso você tenha interesse de ler este artigo acesse: Leishmaniose Visceral Canina (Calazar)

Como usar Óleo de Nim para carrapatos – Como acabar com carrapatos

Basta borrifar em todo ambiente na diluição recomendada pela embalagem. Existe a possibilidade de comprar o Óleo de Neem emulsionado que já vem na proporção exata e pode vir até com aplicador. Aqui em casa, eu mesma faço a diluição. Converse com o vendedor e explique o motivo pelo qual você está utilizando o Óleo de Neem, certamente ele saberá indicar qual será a diluição adequada para acabar com carrapatos.
  1. Óleo de Nim para Carrapatos Dentro de casa, procure sempre fazer uma limpeza minuciosa utilizando aspirador de pó nos estofados e frestas, onde os carrapatos podem estar alojados. O aspirador de pó também irá retirar ovos e larvas. Se tiver oportunidade de lavar o cão com o Óleo de Neem, despeje a solução e apena puxe a água, sem enxaguar, caso contrário passe um pano embebido na solução de  Óleo de Neem diluída. Nos móveis utilize a solução para tirar pó. Use e abuse do produto para fazer a limpeza de casa, é muito importante fazer a limpeza com regularidade várias vezes por semana! O  Óleo de Neem é uma planta atóxica aos cachorros.
  2. Óleo de Nim para Carrapatos No quintal e jardim, utilize um borrifador para aplicar nas plantas vasos e grama. Na calçada pode lavar, passar pano e borrifar em todos os lugares onde seus cães ficam. Mantenha o gramado sempre bem cuidado e faça a aplicação com regularidade por algumas semanas!
  3. Óleo de Nim para Carrapatos Nos cachorros, aqui em casa borrifo sob toda a pelagem dos cães e dos gatos e passo também nas dobrinhas e entre os dedinhos. Para infestações a regularidade das aplicações é a chave do sucesso. Passe no final da tarde, ou começo da manhã, para potencializar a eficiência do produto. Na embalagem normalmente vem esta observação de que você não deve aplicar o Óleo de Nim sob o Sol. Se você está com infestação de parasitas, como carrapatos e pulgas, sugiro que dê um banho em seu cachorro e após secá-lo completamente aplique o Óleo de Neem. Repita a aplicação todos os dias por um período de 5 dias. Dê alguns dias de intervalo e reinicie a aplicação, desta vez em dias alternados, por exemplo aplique um dia e pule dois, por mais 15 dias. Observe o resultado e só repita as aplicações se o problema persistir. Você também pode utilizar o Óleo de Nim, como preventivo antes de sair para passeios com seu pet.

O Óleo de Nim é extraído de uma árvore encontrada no no sul da Ásia que é utilizada tanto na produção de madeira quanto para fins medicinais. O Neem não é utilizado apenas para a medicina veterinária e afim de controlar pragas. É verdade que o Óleo de Nim tem demonstrado um excelente resultado no controle biológico de diversas pragas e doenças que atacam plantas e animais de estimação, como já falamos aqui. Mas além disso, a planta também promove efeito antimicrobiano, reduzindo a população de bactérias.

Produtos manufaturados à base de Óleo de Nim vem sendo usados na Índia há mais de 2 mil anos, pelos adeptos da medicina Ayurvédica, para fins medicinais, como anti-helmíntico, antifúngico, antidiabético, antibacteriano, antiviral, etc.

O Óleo de Nim é um componente encontrado nos medicamentos mais utilizados das medicinas Siddha, Ayurvédica e Unani, para tratamento de doenças de pele. As folhas de Nim também são usadas para tratar eczema, psoríase entre outras doenças. O Óleo de Nim é utilizado também no tratamento dos cabelos, para o equilíbrio da função hepática, desintoxicação do sangue, para equilibrar os níveis de açúcar do sangue, etc.

Como acabar com carrapato com vassoura de fogo - Como acabar com carrapatos

Este é mais um método que pode auxiliar no controle de infestações de carrapato no ambiente. Esta associação é extremamente positiva para acabar com carrapatos, pois a vassoura de fogo ajuda no controle das infestações que ocorrem no ambiente. Apesar de ser um pouco difícil encontrar essa engenhoca, muito utilizada em instalações rurais e casas de campo no Brasil, tenho que me render ao comentário de que utilizar a vassoura de fogo para acabar com carrapato de fato funciona! A muitos anos tivemos no sítio uma das piores infestações de carrapato que você pode imaginar. Os carrapatos subiam pelas paredes dos anexos próximos aos galinheiros e canis e pulverizações a base de venenos como venenos citados acima, funcionavam como água com açúcar para os carrapatos. Quando compramos a vassoura de fogo, que de vassoura não tem nada, fiquei muito cética com a segurança de manuseá-la.

Trata-se de uma mangueira com uma ponta ligada a um botijão de gás e outra ponta em forma de um precário laça chamas, de fato, se você observar, logo achará muito perigoso! Mas funciona para acabar com carrapatos e talvez seja uma das coisas que mais funcione para determinados tipos de ambiente, pois queima o carrapato em todos os estágios, incluindo os ovos. A maior vantagem da vassoura de fogo para acabar com o carrapato no ambiente é que o fogo atinge as frestas onde as larvas e ninfas se escondem. Desta forma você acaba imediatamente com o carrapato em ambientes, onde é claro, possa ser aplicada a “vassoura de fogo”.

Como acabar com carrapatos – Como faço para tirar o carrapato do cachorro?

Já falamos aqui, sobre como você deve fazer para tirar carrapatos do cachorro, se quiser ler este artigo acesse: Como tirar carrapatos do cachorro?

Primeiramente, não tente removê-lo. Eles têm fortes garras de sucção que furam profundamente a pele do cachorro. Se você tentar removê-lo, a cabeça vai destacar e ele irá permanecer agarrado na pele do seu cachorro, podendo formar uma uma ferida difícil de cicatrizar, na verdade a ferida ocorre devido a saliva do carrapato que é liberada na pele do animal no momento que o parasita sente-se em perigo. Outra preocupação que você deve ter em mente é que retirar o parasita inadequadamente pode provocar doenças.

Como remover o carrapato da pele do cachorro

Como remover o carrapato da pele do cachorro

Além de provocarem uma forte coceira (que causa um terrível desconforto para o cachorro),  esses parasitas também podem transmitir Babésia ou Erlichia, doenças que podem ser fatais se não forem diagnosticadas em tempo. As infestações mais severas, podem resultar em diversos problemas, como anemia, além de promover um aumento de volume no baço do cachorro.

Como acabar com carrapatos - a importância da regularidade no controle ambiental

Deve-se tratar o ambiente em que o cachorro vive com pulverizações regulares, pois ovos e larvas podem permanecer vivos no ambiente por muito tempo. A pulverização do ambiente é fundamental para exterminar o carrapato, pois ele pode se instalar em plantas, na grama, em frestas, no piso ou em qualquer lugar que consiga passar desapercebido, fazendo com que seja necessário muita dedicação para que não se torne uma infestação.

Como acabar com carrapatos - a importância da prevenção

Também é recomendável manter o cachorro protegido, independente de ter ou não carrapatos em seu cachorro. Não tem jeito, as vezes o cachorro nem precisa ir para o campo para ser vítima desses parasitas que estão também por toda a região urbana e podem ocorrer até mesmo em canteiros existentes em grandes avenidas. Devemos proteger os cachorros preventivamente e manter uma escovação constante e banhos frequentes, além de estar sempre atento a diferenças no comportamento de nosso cachorro.

Moro em apartamento mesmo assim meu cachorro pode pegar carrapatos?

Sim, como já falamos a pouco, se seu cachorro sair na rua, ele está suscetível a pegar carrapatos. Quando for passear com seu peludo em parques ou pracinhas dê atenção a necessidade de utilizar algum produto carrapaticida antes de sair de casa. Dê preferência a uma regularidade de aplicações de produtos a base de Óleo de Nim, você pode encontrar xampus e sabonetes feitos a base de Nim. Além é claro de poder borrifar a pelagem de seu cão regularmente, por exemplo a cada 15 dias.

Não esqueça que os carrapatos transmitem doenças muito perigosas para os cachorros e os sintomas da doença do carrapato são falta de apetite, fraqueza, e as vezes algum leve sangramento nos poros que não cicatriza. Consulte um veterinário a qualquer sinal destes sintomas pois um único carrapato já é o suficiente para transmitir estas doenças. Já falamos aqui a respeito das doenças do carrapato, se quiser ler mais sobre este assunto, acesse: Doenças do Carrapato.

Saiba + Aprenda a dar banho no seu cachorro



Veja também no Blog do Cachorro:


Comentários

Colunista

O Blog do Cachorro é um web site onde você pode encontrar tudo sobre cachorros! Se você busca por informações, dicas, artigos sobre cuidados, saúde, comportamento canino, raças de cachorros, e demais assuntos relacionados aos nossos queridos peludos de quatro patas, este é o lugar certo.

Ver artigos de Blog do Cachorro