Cuidados
julho 9, 2015 postado por Blog do Cachorro


Cachorros sentem frio?

Cachorros são tão sensíveis como as pessoas a uma queda brusca de temperatura, mas será que os cachorros podem sentir frio da mesa forma e com a mesma intensidade que o ser humano? Uma das questões que deve ser levada em consideração é que cada cão é diferente fisicamente, e fatores como o tipo de pelagem, idade e até as condições climáticas em que ele está acostumado a viver podem influenciar à sensibilidade ao frio e ao calor. Se você tem alguma dúvida sobre este tema ou se você tem pouca experiência com animais de estimação, confira abaixo algumas informações importantes que podem ajudá-lo a entender melhor esta questão.

 

 

Cachorro sente frio?

Cachorro sente frio?

Cachorros sentem frio tanto quanto a gente?

No início do outono e com a chegada do inverno, as temperaturas se tornam muito mais baixas. E é neste momento que muitos proprietários de cães começam a se questionar sobre este assunto. Mas será que é correto afirmar que os cães podem sentir o frio da mesma forma que o ser humano?

Os cães são fisicamente diferentes dos seres humanos, a começar pelo corpo coberto com uma vasta pelagem, além de uma espessa camada de gordura na pele que pode protegê-los contra o frio e até o calor. Todavia, os cachorros são tão sensíveis quanto nós a uma queda brusca de temperatura. Se a temperatura exterior cai muito, principalmente em climas tropicais, onde o frio é extremamente úmido, alguns cães de pelagem curta e tamanho pequeno a médio já começam a sentir frio. Cachorros maiores podem, no entanto, tolerar melhor mudanças bruscas de temperaturas, principalmente no caso de cachorros com uma densa camada de gordura e / ou cães de pelagem longa e dupla.

Para proteger seu cachorro o ideal é imaginar que quando você começa a sentir frio, é bem possível que seu cachorro também esteja sentindo algum grau de frio, mesmo que ele seja um cão peludo. Uma casina, um tapete, colchonete, caminha ou cobertor, já pode ser de grande ajuda para manter a temperatura do corpo.

Será que os cachorros sentem frio?

Sim, de fato eles são mamíferos de sangue quente como nós e por isso a forma como nos sentimos as temperaturas são muito semelhantes em vários aspectos. Mas a forma como os cães são constituídos faz com que hajam diferenças consideráveis entre eles. Algumas raças de cães são muito melhor preparadas para enfrentar o frio.

As raças Husky Siberiano , Malamute do Alaska, Kuvasz, Golden RetrieverSão BernardoTerrier Tibetano, por exemplo, têm uma pelagem dupla que os isola do frio e tem a capacidade de mantê-los quentes, mesmo em temperaturas extremas. Já no caso do DálmataLabradorBuldogue FrancêsDobermann, por outro lado, são cães com uma constituição física com pouca gordura corporal e uma pelagem curta. Estas raças não são tão preparadas para sentir um frio intenso como no caso dos cães citados anteriormente.

Portanto, a sensibilidade ao calor e ao frio depende muito do tipo de pelagem do cachorro. Os cães de pelagem curta tendem a sofrer mais se forem expostos a temperaturas frias do que no caso dos  cachorros de pelagem mais densa. Os cachorros que sofrem devido a condições climáticas mais frias, podem acabar desenvolvendo doenças muito semelhantes ao resfriado, com tosses, espirros, febre e falta de apetite, podendo evoluir para uma pneumonia. Quando as orelhas do cachorro estão extremamente frias nas pontas, é possível que ele esteja passando frio. Já um cachorro que esteja febril, apresenta um comportamento atípico, fica mais paradinho e com olhar tristonho. A melhor forma de checar se seu cachorro tem febre é aferindo a temperatura. Cães com temperatura normal medem até 39,3 a partir disso já é febre e você precisa levá-lo imediatamente ao veterinário para iniciar os procedimentos necessários para baixar a febre e investigar o motivo que desencadeou este quadro de saúde.

Meus cães geralmente não sentem frio, são cães pertencentes a primeira turminha que comentei mais acima, com sub pelo e pelagem dupla e lanosa. Embora, eles não fiquem exatamente do lado de fora da casa, todos têm suas casinhas de alvenaria, forradas com tapetes para que fiquem perfeitamente confortáveis em dias muito frios. No entanto, dias frios para eles são totalmente diferentes de dias de calor, quando são necessários cuidados como tosa, petiscos congelados quase constantemente, água gelada, etc. Em dias frios eles ficam mais dispostos e parecem mesmo não se importar nem um pouco com a temperatura baixa. Mesmo assim, quando estão paradinhos, eles não desprezam o tapete em dias frios, muito pelo contrário, preferem ficar deitados no tapete e na terra do que na pedra da varanda, como costumam fazer em dias de calor. Isso me faz imaginar que ao menos de certa forma meus cachorros sentem frio, pelo menos um pouco.

Também é importante imaginar que mesmo os cachorros que sentem frio, têm uma temperatura corporal bem mais quente que a nossa temperatura corporal normal, que é geralmente 36,5 a 37, enquanto a deles varia entre 38 e 39,3.

Se você está pensando em adquirir um cachorro é muito importante pesquisar qual raça canina se adapta melhor a temperatura do lugar onde você vive. Se você estiver em uma região onde faça muito frio, talvez seja melhor considerar uma raça de cachorro que tenha capacidade de enfrentar temperaturas baixas como Husky, MalamuteBernese Mountain DogChow Chow, Sitz Alemão e Terra Nova. Certamente raças de cães como estas estarão mais bem preparados para lidar com temperaturas mais baixas.

Muitas pessoas pensam que cachorros não sentem frio e que os cães têm uma melhor capacidade de sobreviver a temperaturas frias do que as pessoas. No entanto, isso não é inteiramente verdade. A maioria dos cachorros sentem frio quando a temperatura cai, uns sentem o frio mais do que outros. Mas mesmo os cães mais preparados para enfrentar o frio, de alguma forma, procuram se proteger em um local mais aquecido, a fim de preservar sua temperatura corporal.

Para a maioria dos veterinários não é nenhuma surpresa que muitas pessoas acreditam que os cães toleram melhor frio do que as pessoas. Afinal, cães têm o corpo revestido por uma pelagem e não por uma pele. Mas na verdade, a pelagem em alguns casos, não é de grande ajuda no caso de um frio de fato intenso.

Existem algumas raças de cães que podem tolerar o inverno e a neve. Estas raças foram especialmente desenvolvidos para viver e suportar climas mais frios. Sua pelagem em alguns casos como o do Golden Retriever é capaz de repelir a água, e isolar seu corpo. Cães que possuem uma pelagem dupla são capazes de ficar mais aquecidos do que aqueles com uma única camada de pelos. Já filhotes jovens e cães mais velhos são mais sensíveis a uma queda na temperatura do que aqueles cães entre 1 e 6 anos de idade.

Cachorro pode sentir frio?

Cachorro pode sentir frio?

Em locais como o Brasil, que na região Sul chega atingir temperaturas de -2°C / -3°C, é recomendado se possível, manter seu cachorro em um local protegido do vento e com algum conforto para que ele possa se proteger do frio. As pessoas pensam que o frio do Brasil é muito mais ameno do que em regiões que cai neve frequentemente no inverno. Apesar do inverno ser uma época do ano que tende a ter menor volume de chuvas, a umidade do ar que encontramos aqui, pode fazer muito mais mal para seu cachorro do que para um cão que viva em um clima mais seco e que neve. Já em Portugal as chuvas costumam ocorrer durante o outono e inverno, o que também complica bastante com relação a sensação de frio para os cachorros.

Cães sentem frio à noite?

Cachorros que ficam do lado de fora durante a noite e não possuem uma casinha com cobertas, uma caminha, um tapete, ou um local confortável para se abrigar do vento, em dias muito frios tendem a sofrer com o frio e desfrutar de uma noite miserável. Cachorros que não ficam protegidos do frio durante a noite podem sentir tanto frio a ponto de tremer toda a noite em dias de temperaturas baixas. Por isso, quando você sente uma queda brusca de temperatura, considere a possibilidade de levar seu cachorro para dormir dentro de casa, a não ser que você possua uma condição satisfatória para aquecê-lo do lado externo de sua casa.

Deixar um cão dormir do lado de fora em dias de muito frio é cruel e deve ser evitado a qualquer custo, especialmente se ele for um cachorro que não tenha capacidade de tolerar o inverno. Se um cachorro que não tenha uma pelagem adequada, ou no caso de um filhote ou cão idoso, for deixado do lado de fora por muito tempo em temperaturas muito baixas, ele pode até sofrer de hipotermia.

Raças de cachorros que sentem menos frio

Se você mora em um lugar que todos os anos faz regularmente muito frio, é importante considerar adotar um cachorro que possua as características apropriadas para enfrentar um clima frio. Isto irá ajudar a evitar problemas de saúde inverno. Veja a seguir algumas raças de cães que toleram melhor temperaturas baixas.

Como cuidar de um cachorro no frio?

Como cuidar de um cachorro no frio?

Cães têm a pele recoberta de pelos, mas como já vimos aqui, nem sempre isso é o suficiente para ajudá-los a sobreviver a um tempo severamente frio. Você nunca deve deixar seu cão ao ar livre por longos períodos de tempo em dias de muito frio e com umidade do ar alta. Filhotes e cães mais velhos não devem nunca ficar do lado de fora, já que eles tem maior dificuldade para tolerar temperaturas muito baixas. Se você tem um cachorro entre 1 e 6 anos que precisa ficar do lado de fora de casa é importante providenciar um abrigo adequado para que seu cão se mantenha quente, seco e longe de correntes de ar frio. Nestes casos mantenha a casinha ou canil com uma quantidade adequada de cobertores, tapetes, caminhas ou travesseiros para que ele consiga dormir aquecido. Você deve evitar caminhar com seu cachorro na neve, lama ou água. Pois caminhar com seu cachorro em temperaturas extremas pode conduzir a uma lesão nas patas e também torna seu cachorro mais suscetível a desenvolver outros tipos de doenças. Não permita que seu cachorro tome chuva, pois demora para secar e aumenta a sensação de frio. Se ele tomar chuva acidentalmente, considere a possibilidade de secá-lo com secador e ao menos coloque-o dentro de casa após secá-lo com uma toalha o melhor possível. Se você mora em uma região que neva, como Portugal e região sul do Brasil e precisa caminhar com seu cão pela neve, coloque botinhas em seu cachorro para que a neve não fique presa entre as patas, possibilitando lesões. Utilizar calçados em condições de frio extremo é muito importante para amenizar a sensação de frio durante uma caminhada.

Escove seu cachorro regularmente para manter a pelagem saudável. Cães de pelo longo tendem a ficar com a pelagem emaranhada e suja devido a condições climáticas típicas de inverno em decorrência de lama e umidade. Isso reduz o fator de isolamento em caso de cães de pelagem comprida. Então, certifique-se de escovar o pelo regularmente para manter seu cão bem isolado. Cães que passam mais tempo ao ar livre durante o inverno precisam ser alimentados com 10% a mais da comida que você já oferece a ele regularmente. A ingestão de calorias extras ajuda a proporcionar-lhes a energia necessária para mantê-los aquecidos. No entanto, uma alimentação a mais não é absolutamente necessária para os cães que ficam na maior parte do tempo dentro de casa. Consulte o seu veterinário antes de fazer alterações na dieta de seu cão. Em alguns casos, o aumento da ingestão de alimentos desnecessariamente pode desencadear problemas como aumento de peso e problemas gastrointestinais.

Além disso, da mesma forma que no verão, é importante manter sempre água a vontade para seu cachorro, sempre limpa e fresca. Não presuma que por que está frio, seu cão não precisará de tanta água e você não necessita trocá-la com tanta frequência. Água parada cria bactérias e pode fazer mal para seu cão, além de propiciar o surgimento de problemas bucais como a gengivite. Você pode comprar ou fazer roupinhas para seu cachorro, em dias de temperaturas muito frias é recomendado mantê-los aquecidos, principalmente no caso de cães pequenos que não possuem pelagem desenvolvida para enfrentar o frio. No entanto, roupas para cachorros não devem ser mantidas durante longos períodos, pois podem oferecer riscos à saúde dos cães, como hipertermia, alergias, acúmulo de ácaros e bactérias.

Como diminuir a chance de doenças em dias frios

  • Evite tosar seu cachorro nos meses de outono e inverno
  • Nos meses de inverno procure diminuir a frequência de banhos
  • Sempre dê banho com água morna
  • Seque muito bem seu cachorro
  • Evite banhos em dias frios
  • Não permita que seu cão durma sem um abrigo
  • Utilize roupinhas
  • Não permita que o cachorro tome chuva

Cuidados com o cachorro no invernoCUIDADOS

Cuidados com o cachorro no inverno

Cuidados com o cachorro no inverno – O inverno chegou e é muito importante termos um cuidado especial com nossos peludos nesta época do ano. Algumas raças de cachorro são mais…

Saiba tudo sobre cachorros aqui no Blog do Cachorro

Roupas para cachorros

Casinha de cachorro com paletes de madeira

Hipertermia em cães

Caminha de cachorro – Faça uma caminha para seu peludo

Tudo sobre otohematoma – O que é otohematoma?

Tipos de vacinas para cachorro

Leptospirose canina – Entenda melhor a leptospirose

10 dicas para economizar com seu cachorro

Cachorros diferentes, necessidades diferentes

Síndrome da Ansiedade de Separação (SAS) em cães

A incrível inteligência canina

Como ensinar o cachorro a escovar os dentes?

Tudo sobre glândula anal ou adanal em cães

Meu cachorro está gordo ou magro?

Meu cachorro pode dormir na cama comigo?

Como cortar as unhas do cachorro

Tosa – Tosar ou não tosar o meu cachorro?

Saiba Tudo Sobre Cachorros

Guia de Raças

Cachorro Pode Comer Isso?

Veja também no Blog do Cachorro:


Comentários

Colunista

O Blog do Cachorro é um web site onde você pode encontrar tudo sobre cachorros! Se você busca por informações, dicas, artigos sobre cuidados, saúde, comportamento canino, raças de cachorros, e demais assuntos relacionados aos nossos queridos peludos de quatro patas, este é o lugar certo.

Ver artigos de Blog do Cachorro