Adestramento
julho 22, 2015 postado por Blog do Cachorro


5 problemas comportamentais comuns em cães

Genética e seleção são responsáveis ​​por uma pequena percentagem dos problemas sociais encontrados em cães. Na maioria dos casos, um problema, como latidos excessivos ou ter medo do veterinário, pode ser atribuído a uma ou duas causas.

5 problemas comportamentais comuns em cães

5 problemas comportamentais comuns em cães

A principal fonte de problemas comportamentais em cães é o isolamento. Os cães não são feitos para viver sozinhos, e isso pode ser um problema bem grave para determinados cães. Quando um cachorro é deixado sozinho por muito tempo, pode sofrer de uma série de emoções negativas: tédio, frustração, ansiedade e tristeza.

A outra causa comum de problemas de comportamento em cães é a falta de socialização. Filhotes de cachorro que não tenham recebido uma socialização precoce, ou seja, que tenham sido apresentados a outras pessoas, animais, e vivenciado novas experiências quando eram bem novinhos, ao crescer,  tendem a lidar com novas situações com medo e insegurança.

É sempre melhor evitar problemas ocupando seu cachorro adequadamente durante o dia. O comportamento negativo de seu pet, tende a ser cada vez mais frequente se você não fizer algo a fim de desviar a atenção de seu cão com atividades e exercícios.

Muitos problemas que parecem sem solução podem ser resolvidos. Você tem apenas que ter paciência e tempo. Lembre-se que a maioria dos problemas dos cães não tem nada haver com eles: são problemas de certa forma provocados por nós, devido a desinformação, acabamos agindo de forma equivocada em muitas circunstâncias.

Hoje vamos falar um pouco sobre 5 problemas comportamentais em cães

Aprenda o que você pode fazer quando:

    • seu cachorro está latindo no quintal;
    • quando ele pula nas pessoas;
    • late para estranhos;
    • quando seu cão tem algo em sua boca e não quer soltar;
    • e, finalmente, quando seu cachorro rosna se você tenta mexer na panelinha de comida.

1º Problema comportamental comum em cães

Seu cachorro late muito no quintal?

Seu cão late incessantemente no quintal? Seus vizinhos estão reclamando? Você já tentou falar para seu cachorro ficar quieto, mas ele não para de latir? Quando um cachorro late sem parar no jardim ou mesmo na porta da frente é um verdadeiro aborrecimento e para pessoas que vivem em residenciais e condomínios ainda pode representar a possibilidade de receber uma denúncia e ter que pagar muta.

Solução: descobrir a causa e tratá-la adequadamente

Latir é uma forma básica de comunicação para os cães. Muitas vezes incidentes isolados são simplesmente a reação a algo que ele tenha visto, por exemplo, um esquilo, um pássaro, um outro cão. Se o cão late em excesso, a primeira coisa que você precisa fazer é descobrir a causa que faz ele latir incessantemente.
A maioria dos cães que latem no quintal, fazem isso porque não recebem estímulo e exercícios de acordo com suas necessidades.

Ao invés de exercitarem-se em uma caminhada, estes cães são deixados sozinhos no quintal para brincar. Quando um cachorro exibe este comportamento, em geral, é um reflexo de que ele se sente entediado e isolado. A solução aqui é óbvia: ele precisa receber mais atenção e ter mais diversão. Cães precisam ser estimulados para brincar, são seres basicamente sociais e não costumam se entreter sozinhos. Os filhotes são capazes de brincar sozinhos, mas na fase adulta é muito difícil que um cachorro tenha interesse em se divertir sem ser estimulado por seu proprietário ou por outro animal de estimação.

O que fazer para redirecionar a atenção do cachorro?:

  • Longas caminhadas diárias;
  • aulas de agility e outros exercícios para cachorros.
  • Às vezes os cães se acostumam a latir porque seus proprietários os recompensam quando eles latem. Muitos cães que latem insistentemente no quintal, acabam ganhando algum tipo de recompensa de seus donos como um petisco ou a permissão de acompanhar seu dono para dentro de casa. É óbvio que se um cachorro recebe algo positivo através de um comportamento negativo, irá repetir este comportamento novamente, não é mesmo?

O que devo fazer quando um cachorro late sem parar no quintal?

O que devo fazer quando um cachorro late sem parar no quintal?

O que devo fazer quando um cachorro late sem parar no quintal?

    • Quando o cão late, não diga para ele ficar quieto. Pode parecer que você está voltando suas atenções para ele. Faça um ruído para desviar o foco de sua atenção e depois espere para chamá-lo. Se seu cão demonstrar calma, e ficar quieto por algum tempo, você poderá recompensá-lo.
    • Se você chegou a conclusão de que seu cão late para chamar a sua atenção, vire-se e ignore-o. Espere até que ele pare de latir, não diga nada. Somente quando ele estiver deitado e quieto vá até ele e recompense-o da forma que achar mais conveniente.
    • Quando seu cão estiver exibindo um comportamento calmo, o silêncio sempre deve ser recompensado com a sua atenção. Recompensar o comportamento calmo, deixa claro para seu cachorro que ele não deve latir.

Coleiras anti latido funcionam?

A coleira anti latido que emite um som ou libera citronela é um tipo de correção rápida que muitos proprietários adoram. A coleira anti latido, nada mais é que um um colar equipado com uma pequena caixa, colocada sob a mandíbula do cão. Quando o cão late, a caixa libera um som ou um spray de citronela diretamente no nariz do cachorro, causando incômodo o que leva o cão a evitá-lo.

Obviamente, seu cão não vai parar de latir milagrosamente. Muitos cães ignoram o som emitido pela coleira e continuam latindo, só que agora submetidos a mais um elemento que provoca stress. No caso do spray de citronela isso pode de fato irritar bastante alguns cães. De qualquer maneira, mesmo que o uso da  coleira anti latido seja positivo, ele não irá resolver o problema: a coleira anti latido é apenas uma ferramenta de controle. Não se esqueça que para os cães este colar é ainda uma grande fonte de stress. Como você se sentiria se levasse um jato de citronela ou tocasse um apito toda vez que você tentasse falar alguma coisa?

2º Problema comportamental comum em cães

Seu cachorro pula para cumprimentar as pessoas?

Seu cachorro pula para cumprimentar as pessoas?

Seu cachorro pula para cumprimentar as pessoas?

Toda vez que você chega em casa ou entra em algum cômodo onde seu amado peludo esteja, seu cão corre para fazer-lhe uma festa, literalmente pulando em você? Você no começo não levava este comportamento de pular em suas pernas muito a sério, afinal, seu cão está apenas feliz em vê-lo? No entanto, com o passar do tempo seu cachorro começou a cumprimentar todo mundo da mesma forma, até mesmo aquelas pessoas que não são na verdade, muito ligadas aos cães? Talvez a melhor maneira neste caso seria a de encontrar pessoas que não sejam muito apegadas em cães em outro lugar. Mas isso seria conveniente?

Solução: Ignorar seu cachorro

Você deve ensinar seu cão que saltar imediatamente sobre as pessoas, assim que elas entram onde ele está é inaceitável. Você também pode dizer que você não se importa, mas isso é realmente verdade? Então, quando você está vestindo seu vestido favorito, ou sua melhor calça e está prestes a sair de casa para algo especial como um jantar, ou uma festa, seu cão salta sobre você e suas unhas rasgam sua melhor roupa ou suas patas deixam manchas de lama em você, você realmente não fica chateado? Isso significa que na verdade nem sempre você aprecia este comportamento, certo?

Os cães não sabem compreender que existe um meio termo: você não pode ensinar seu cachorro que pular em cima de você e das outras pessoas de vez em quando pode e de vez em quando não pode. Esta não é apenas uma questão de boas maneiras caninas ou evitar que sua roupa nova vá direto para lavanderia, antes mesmo de ser estreada.

Se o seu cão fica louco toda vez que alguém chega em sua casa, você pode evitar situações como esta, não só para evitar um constrangimento. Afinal, se o seu “cocker spaniel” pula em você é uma coisa, mas se ele fizer a mesma coisa com uma criança pequena, não se deve negligenciar o fato de que há risco de machucá-la ou no mínimo assustá-la, causando inclusive traumas como medo de cachorros. se seu cachorro for então um “dogue alemão“, não é necessário ter um imaginação muito fértil para quantificar o tamanho do problema que pode acabar caindo em suas mãos com uma demonstração legítima de carinho de seu mascote.

O que fazer para meu cachorro parar de pular nas pessoas?

O que fazer para meu cachorro parar de pular nas pessoas?

O que fazer para meu cachorro parar de pular nas pessoas?

A correção é muito simples: Nenhuma atenção!

    • Não dê nenhum tipo de atenção para seu cão quando ele pular ou quando executar qualquer outro gesto insano para cumprimentar você e as outras pessoas.
    • Peça ajuda para todo mundo que more em sua casa e também para seus amigos que são apaixonados por cachorros, para que ignorem seu peludo quando ele apresentar este tipo de comportamento.
    • Nenhuma atenção!
    • Vire-se e não olhe, não fale com ele e não toque-o.
    • Espere até que ele se acalme um pouco e coloque todas as quatro patas no chão, em seguida, recompense seu comportamento calmo da forma que achar mais conveniente.

3º Problema comportamental comum em cães

Seu cão late para estranhos?

Seu cão late para qualquer um que esteja atrás da porta? Seu carteiro tem medo de deixar a correspondência em sua caixa de correio? Ninguém consegue visitar você em casa pois seu cachorro fica latindo para as pessoas o tempo todo?

Solução: ensinar o cão que estranhos são uma coisa boa

Tente pensar do ponto de vista do cão, o carteiro se aproxima de sua casa com uma encomenda, seu cão late e se aproxima de você, você faz um carinho nas costas de seu cão, na intenção de fazê-lo parar de latir, para conseguir assinar o papel da entrega, mas para seu cachorro é como se você aprovasse este comportamento. Na mente do cão ele estava latindo para que o carteiro se afastasse de perto de vocês. A próxima vez que o carteiro chegar, o cachorro irá latir novamente.

Latir faz parte da natureza dos cães e eles latem para estranhos por várias razões: talvez seu cachorro esteja simplesmente defendendo seu território ou protegendo seus recursos (um dos quais é você). Talvez seu cão esteja ansioso ou nervoso. A solução é ensinar para seu cachorro que estranhos podem ser uma novidade interessante. Esta técnica é conhecida como “dessensibilização” e pode ser usada para modificar diversos tipos de comportamentos indesejáveis em cães.

O que fazer quando o cachorro sempre late para estranhos?

O que fazer quando o cachorro sempre late para estranhos?

O que fazer quando o cachorro sempre late para estranhos?

    • Não permita que seu cão receba as pessoas na porta de casa.
    • Coloque uma tigela com petiscos ao lado da porta ou se você tem um cachorro alto, pendure um saco cheio de petiscos em um gancho ou prateleira ao lado da porta. Quando seus convidados chegam em sua casa, você deve pedir que eles ignorem o cão enquanto você brinca com ele fazendo alguns exercícios de obediência. Não esqueça de recompensar seu cão toda vez que ele acerte alguma coisa.
    • Peça para a visita jogar o petisco na direção de seu cão, mas não olhar para ele.
    • Não incentive o contato entre as visitas e seu cão, até que seu cachorro tenha visivelmente se acostumado com a presença de seus convidados.
    • Se seu cachorro se aproxima de um convidado, peça para que ele ofereça um carinho ao cachorro sem qualquer contato com os olhos. Neste momento é fundamental que você e as outras pessoas que morem em sua casa estejam exibindo um comportamento tranquilo e descontraído e não demonstrem muito que estão percebendo ou vendo o que está acontecendo.
    • Se seu cachorro estiver apresentando um comportamento descontraído, procure interagir com seu convidado, isso passará ao cão uma mensagem de que você está aprovando este comportamento dele.
    • Se seu cachorro começar a se comportar mal novamente, diga “Ah” em voz alta e tire-o da sala. Depois de alguns minutos, permita que ele entre novamente e observe seu comportamento. Os cães costumam aprender esta lição muito rapidamente.

Quando você está tentando mudar o comportamento de um cachorro, certifique-se de que ele não repita os maus hábitos. Isso é fundamental para que ele fixe o aprendizado e não recorra no erro.

4º Problema comportamental comum em cães

Seu cão tem algo em sua boca e não quer soltar?

Sem problemas, você pode corrigir este comportamento de seu cão.
Quando você sai para passear com seus cães é importante ter cuidado, às vezes um inocente passeio pela rua pode significar um risco potencial para seu amigo de quatro patas. Qualquer um que esteja passeando com seu cachorro pelas ruas de uma cidade, ou em parques, irá se identificar com este problema, pois existe uma grande possibilidade de se encontrar restos de comida, ou pequenos objetos pelo seu caminho. Se seu peludo é novinho, outro problema eminente em casa são buchas de louça que contém cheiros de resto de alimentos e ossos. Aqueles de frango, por exemplo, podem até mesmo ser fatais. Por isso, quando um cachorro não aceita largar algo que esteja entre seus dentes é tão perigoso! Mas como é possível ensinar seu cão a largar os objetos que estão em seu poder?

Solução: O jogo do “pegar e largar”

Na maioria das vezes, quando um cão tem algo em sua boca, você tem que aceitar o fato de que, agora este objeto pertence a ele, especialmente quando se trata de comida. Mesmo entre eles, o líder da matilha nunca desafia outro cachorro subordinado a ele, que tenha em sua boca um pedaço de carne. É da natureza do cachorro e de certa forma, temos que respeitar isso, no entanto, existem perigos eminentes se seu cão ingerir alguns tipos de alimentos e cabe a você ter o discernimento do que pode e do que não pode ser ingerido pelo seu cachorro.

Se seu cachorro se apoderou de um pedaço de pão, você deve deixá-lo comer. Se é um osso de galinha, definitivamente você não pode! No entanto, é quase impossível tirar um osso de galinha da boca de um cachorro. Os cães têm mandíbulas muito fortes e você tem que ser extremamente cuidadoso para não ser mordido. Um técnica para esta situação é subornar seu cão com algum delicioso petisco para fazer a substituição do alimento proibido, por um que seja permitido. Aqui em casa sempre tenho na geladeira pequenos pedaços de fígado de frango cozidos e definitivamente é uma moeda de troca perfeita para uma situação como estas. Nem todo cachorro troca um osso de frango por um petisco industrializado, por isso é sempre bom ter em casa alguma carne feita exclusivamente para ele.

Portanto para que você consiga fazer a troca de algo que seu cão não possa comer, o objeto de troca deve valer a pena, seu cachorro é mais esperto do que você imagina, não subestime-o! Você terá mais sucesso em fazer com que seu cão desista de algo que esteja em sua boca, se você tiver treinado seu cão para largar os objetos desde a infância e assim ele irá considerar largar os objetos com uma brincadeira divertida e uma fonte de prazer.

Como fazer o cachorro largar objetos de sua boca?

Como fazer o cachorro largar objetos de sua boca

Como fazer o cachorro largar objetos de sua boca

    • Equipe-se com cinco ou mais brinquedos de seu cachorro. Tente escolher seus brinquedos favoritos. Cada brinquedo deve ter um valor ligeiramente superior ao do anterior; ou seja, deve ser de maior interesse para o cão.
    • O primeiro passo é ensinar para seu cão o comando “pega.” Entre os cinco objetos, escolha o brinquedo de menos interesse para ele. Chame-o e mostre o objeto: Diga “pega” quando ele começa a abrir a boca para agarrá-lo, depois que ele pegou o brinquedo, elogie-o.
    • Brinque um pouco com o  segundo objeto, enquanto ele corre e se diverte.
    • Agora pegue o outro brinquedo que deve ser um pouco mais interessante para ele e coloque-o no outro lado: chame seu cachorro e mostre o objeto. Um cão instintivamente solta algo que considera ser menos valioso para pegar algo melhor. Antes que ele largue o objeto, diga “larga”. Em seguida, elogie-o. Dê agora o novo objeto e diga “pega.” Quando isso acontecer, elogie-o. Em seguida, deixe ele brincar com o segundo objeto.
    • Repita o jogo “pegar e largar” até utilizar todos os brinquedos. No final do exercício sempre ofereça uma verdadeira recompensa para seu cachorro, algo que ele simplesmente adore, se for algo comestível de  longa duração é melhor, existem vários snakcs bastante apropriados para este exercício a venda em pet shops.
    • Permita que ele brinque com o snack por um tempo então diga para ele “larga” e saia de perto.
    • Pegue em suas mãos um segundo petisco destes duros, só que ainda mais interessante, para fazê-lo desistir do snack que estava em sua boca, e, em seguida, dê o comando “pega” quando você oferece o segundo snack. Este exercício ensina seu cão largar objetos de valor e também coisas gostosas.

5º Problema comportamental comum em cães

Seu cachorro rosna se você tenta mexer na panelinha de comida?

A comida é um elemento básico que garante a sobrevivência, por isso é tão valiosa, e faz aflorar em seu cão um instinto básico de sua natureza selvagem. Alguns cães são mais propensos ​​do que outros para defender sua refeição: rosnado se você se aproximar de sua panelinha, podendo até vir a atacá-lo, mordendo você.
Este comportamento pode se tornar um problema sério para quem tem crianças em casa. De qualquer forma, se o seu cão é muito protetor de sua comida, é importante corrigi-lo para evitar acidentes.

Solução: ensinar ao seu cão que você é a fonte de alimento e não uma ameaça

Uma das melhores maneiras de lidar com este problema é evitar que ele chegue a aflorar em seu cão. Devemos sempre procurar treinar os filhotes para que, sempre que estiver perto da ração, algo positivo aconteça. Na hora de alimentar seu filhote, evite preparar a comida no balcão da cozinha e, em seguida, colocá-la na panelinha na frente de seu cachorro.

E aconselhável colocar o alimento no pratinho de seu cachorro no lugar onde ele irá comer. Mantenha a vasilha de comida vazia no chão, sente-se ao lado do cachorro, em seguida, comece a colocar a comida na panelinha um pouco de cada vez. O filhote de cachorro, é claro, irá abocanhar direto o alimento. Enquanto ele come, é fundamental sentar-se ao lado da panelinha, e ir colocando o alimento de forma gradual.

Isto ensina o filhote que você é a fonte de alimento e não uma ameaça. Em um segundo momento, você poderá colocar a panelinha de comida do cachorro já cheia diretamente no chão; mas para reforçar a mensagem, ocasionalmente, você deve colocar um pouquinho de comida a mais na panelinha, por exemplo, um pedaço de fígado de frango (isso conquistará para sempre sua posição como provedor e líder).

Se o problema da proteção excessiva em relação aos alimentos se manifesta em um cão adulto, você pode agir de forma semelhante para ensinar-lhe que você não é uma ameaça para a sua comida, mas que a sua presença ao lado da bacia significa que algo positivo irá acontecer. Mas lembre-se: crianças pequenas nunca devem praticar este treinamento.

Como ensinar o cachorro a não rosnar quando você tenta mexer na panela de comida?

como ensinar o cachorro a não rosnar quando você toca em sua comida

Como ensinar o cachorro a não rosnar quando você toca em sua comida?

    • Prepare a comida do cachorro, como costuma fazer e coloque em um recipiente, se você alimenta seu cão com ração seca, separe a porção que ele deve comer nesta refeição.
    • Reserve uma panelinha vazia: o cão se aproxima, vai ver que não há comida na panela e irá olhar para você.
    • Olhe para ele e fale com ele em um tom carinhoso, não se aproxime muito e coloque um fundinho de comida na panelinha. Espere ele comer. Coloque em seguida, um pouco mais de alimento. Repita esta ação até ao final da refeição.
    • Não tente pegar na panelinha antes dele terminar de comer. Na refeição seguinte, continue a colocar a comida na panelinha vazia, durante a primeira semana, continue fazendo isso mantendo uma pequena distância.
    • Aproxime-se, então, gradualmente, até que você seja capaz de ficar ao lado do cachorro. Faça elogios sempre que ele fizer contato visual com você e, em seguida, adicione mais comida na panela. Nunca force seu cachorro em nenhum tipo de aprendizado, não puna, nem grite com seu cão se ele acabar rosnando para você. Se em qualquer fase do aprendizado ele demonstrar-se de alguma forma protegendo seu alimento, volte um passo no exercício.
    • Tente chegar perto da panela do cachorro em diferentes direções, mantendo a comida sempre em sua mão. Desta forma, mudando a situação, você vai ajudar seu cachorro a se sentir confortável se alguém se aproximar de sua panelinha por ângulos diferentes.
    • O último passo é tocar em seu cachorro quando estiver colocando a comida na panelinha. Na primeira tentativa, toque por um segundo em seu corpo, então, gradualmente, você pode até arriscar um carinho. Eu costumo aproveitar a hora da comida para escovar meus cachorros, e eles adoram! Depois de um tempo você pode até tentar tocar na panelinha. Mas cuidado: na primeira tentativa, faça isso como se você tivesse feito por acidente, enquanto a comida está sendo servida.

Espero ter ajudado! Como você pôde perceber aqui, alguns problemas comportamentais comuns em cães na verdade se originam de uma falha na nossa interpretação da linguagem canina. ;)

Saiba tudo sobre cachorros aqui no Blog do Cachorro

Como seu cachorro pensa?

Comportamento Canino

Embora haja diferenças significativas que distinguem cães de lobos, análises contemporâneas sobre o comportamento canino tem sido influenciadas pelas pesquisas a respeito de lobos selvagens…



Veja também no Blog do Cachorro:


Comentários

Colunista

O Blog do Cachorro é um web site onde você pode encontrar tudo sobre cachorros! Se você busca por informações, dicas, artigos sobre cuidados, saúde, comportamento canino, raças de cachorros, e demais assuntos relacionados aos nossos queridos peludos de quatro patas, este é o lugar certo.

Ver artigos de Blog do Cachorro